Notícias Actuais" (Update News)

Notícias antigas" (Past News)

 

  Artista croata vence 20.º PortoCartoon
  PORTOCARTOON: Artista brasileiro vence Prémio do Público pela terceira vez
  PortoCartoon nas Caldas com caricaturas de Ronaldo
  Vinho do Porto com Humor no Shopping La Vie Porto
  Morreu FORGES | Viva o Humor!
  PortoCartoon mostra Sara Sampaio no Aeroporto do Porto
  Manoel de Oliveira em Caricatura no Shopping Península
  PortoCartoon expõe Sara Sampaio nas Caldas da Rainha
  PortoCartoon lança temas para 2018
  Exposição “LIBERDADE + HUMOR = WOLINSKI” | 6/01 – 31/03
  Humor mundial sobre a Água em Castanheira de Pera
  Gallery Je suis Charlie
Cartoon Virtual Museum
  PortoCartoon
no Brasil e Bolívia
  14º PortoCartoon-World Festival
Festa da Caricatura
  PortoCartoon apresenta-se na Bolívia com humor sobre Direitos Humanos
  Cartunista Italiano
vence o XIV PortoCartoon
  ‘Passarola’ de Gusmão e aviões
Rio de Janeiro recebe
humor do PortoCartoon
  Stuart e a BD
no Museu da Imprensa
  Ronaldo vence prémio
do Público pela 2ª vez
  PortoCartoon mostra
humor mundial em Braga
  2º concurso luso-brasileiro
Museu da Imprensa e INTERCOM
desafiam o humor das universidades
  PortoCartoon
em votação
internacional
 

PortoCartoon
evoca 'Padre Voador'
no Rio de Janeiro

 

Humor mundial enche
a "capital do cartoon"
"Comunicação e Tecnologias"
tema 2011

  Cartunista da Polónia
vence o XIII PortoCartoon
Plantu (Le Monde) recebe 2º Prémio
 
  Museu da Imprensa e INTERCOM
lançam concurso luso-brasileiro de humor
 
  Aeroporto do Porto apresenta Humor
Cartoons contra Desigualdades
 
 

Museu da Imprensa
leva a Coimbra
"Obama com humor"

 
  Festa da Caricatura
na Praça da Liberdade
 
  PortoCartoon voa alto
a partir de 23 de Junho
 
  PortoCartoon
em Cantanhede
 
  Artista moldavo
Vence Concurso
Europeu de Cartoon
 
  Cartunista da Polónia
vence o XII PortoCartoon
 
  'Jantar da crise' vence
Prémio do Público
 
  PortoCartoon 2010
evoca a 'passarola'
 
  Humor mundial
Mostra "Crises"
 
  Concurso Europeu de Cartoon - "Criatividade e Inovação"  
  Porto Capital do Cartoon:
"Crise" de IGNAT
passa a escultura pública
 
 

Cartoon Europeu no Rossio
Dezenas de desenhos sobre
o Diálogo Intercultural

 
  Evocação de Gutenberg
com humor internacional
 
  Cartunista da Roménia
vence o XI PortoCartoon
 
  Galeria "Obama com humor"  
  Artista chinês vence
"Prémio do Público"
 
Cartunista Turco
vence Concurso Europeu
Direitos Humanos
no Humor Mundial
Stuart chega ao Porto
PortoCartoon apresenta
duas mostras em França
  PortoCartoon leva a
"Globalização" ao Brasi
l
 
  Salão de Humor
Luso-Brasileiro 
 
  800 desenhos 17 locais
Porto afirma-se como 
"Capital do Cartoon"
 
  X PortoCartoon
Direitos Humanos
 
  Porto, Capital do Cartoon  
  Humor sobre Gutenberg
na ESE de Coimbra
 
  "Água com Humor" nos 
200 Anos da Barra de Aveiro
 
  Augusto Cid vence
X PortoCartoon
 
  Público do IX PortoCartoon dá 
Prémio ao brasileiro Ronaldo
 
Melhores Cartoons Prémio Europeu
No Museu Nacional da Imprensa

  Livro de Humor contra Discriminação
Premiado pela Comissão Europeia
 
  Exposição virtual mostra
humor ibero-americano
 
  Cartoon Europeu em Lisboa
200 Desenhos de Humor
contra a Discriminação
 
  Cartunista Belga Vence
Concurso Europeu Cartoon
 
  Salão Francês acolhe PortoCartoon  
A "Globalização" do Humor
No IX PortoCartoon
O melhor do PortoCartoon
"PortoCartoon: o riso do mundo"
IX PortoCartoon em Livro
  PortoCartoon em Postais  
  Cartunista Polaco
Vence IX PortoCartoon
 
  Galeria Internacional da Caricatura" Mostrou o VIII PortoCartoon  
  Cartunista Turco vence
VIII PortoCartoon
 
  PortoCartoon em Livro de Wolinski
 
  Escondam Maomé!  
 

TEMA: Humor e Sociedade
Druzhinin vence VII PortoCartoon

 
  Museu Virtual do Cartoon
activa debate Internacional
 
  Ministra da Cultura
abriu o VII PortoCartoon
 
  Galeria Virtual "Cartoons 9/11"   
  Museu da Imprensa levou
Gutenberg à Argentina
 
  "Zé Povinho" faz 130 anos  

  

Artista croata vence 20.º PortoCartoon

Desenho vencedor Prémio Público PC 17

O artista croata Nikola Listes conquistou o Grande Prémio do 20º PortoCartoon-World Festival, organizado pelo Museu Nacional da Imprensa e subordinado ao tema LIMPAR O PLANETA. A obra vencedora intitula-se “Clean Fishermens”.

2.º Prémio: Agim Sulaj (Itália)

O Segundo Prémio foi atribuído a Agim Sulaj, de Itália, com a obra “Plastica” e o Terceiro Prémio (ex-aequo) a Cau Gomez, do Brasil com a obra “Varrendo a intolerância” e a Mahboobeh Pakdel, do Irão. O jornalista brasileiro e a artista iraniana já foram vencedores do Grande Prémio em edição anteriores.

3.º Prémio ex-aequo: CauGomez (Brasil)


3.º Premio ex-aequo: MahboobehPakdel (Irão)

Esta 20.ª edição do PortoCartoon registou a maior participação de sempre em termos de desenhos.

A edição deste ano contemplou dois Prémios Especiais de Caricatura centrados em duas grandes figuras de relevo mundial: Amália Rodrigues (1920-199) e Woody Allen (1935-). Os vencedores foram, respetivamente, António Santos – Santiagu e Pedro Silva, ambos artistas portugueses. Santiagu já tinha arrecadado o 1.º lugar no Prémio Especial de Caricatura dedicado a António Guterres, no PortoCartoon 2017, repetindo o feito este ano com a sua interpretação da fadista Amália Rodrigues.

1.º lugar PEC Amália: SANTIAGU (Portugal)

Trata-se da primeira vez que dois artistas portugueses conquistam o 1º lugar nos Prémios Especiais de Caricatura do PortoCartoon, iniciados em 2013. Nesta mesma categoria, o 3º lugar foi atribuído ao trabalho dos portugueses Aurélio Mesquita, no Prémio Amália, e Pedro Ribeiro Ferreira no Prémio Woody.

1.º lugar PEC Woody Allen: Pedro Silva  (Portugal)

2.º lugar PEC Woody Allen: Paulo Caruso (Brasil)


2.º lugar PEC Woody Allen: Matias Montedoro (Espanha)

O júri internacional atribuiu, ainda, mais de 20 Menções Honrosas a artistas de países muito diferentes.

Em apreciação estiveram cerca de 2500 obras, de 550 artistas, oriundos de cerca de 80 países distintos.

Irão, Turquia, Brasil e Roménia foram os países com maior participação, seguidos de Portugal, na 5.ª posição.

Neste 20.º aniversário o PortoCartoon volta a reforçar o seu lugar no pódio dos certames internacionais de desenho de humor e mostra a pertinência da classificação do Porto com o ‘Capital do Cartoon’, atribuída em 2008.

O Júri internacional do 20º PortoCartoon teve como Presidente Honorário Georges Wolinski – cartunista do Charlie Hebdo assassinado em 2015, em Paris, e que durante uma década tinha sido presidente do Júri. Integraram o Júri 2018: Bernard Bouton (presidente da FECO), Francisco Ferreira (Presidente da Associação Zero), Luiz Humberto Marcos (diretor do Museu Nacional da Imprensa), Roberto Merino (encenador), Xaquín Marín (fundador do Museo de Humor de Fene, Espanha) e António Campos (representante da Fundação Amália Rodrigues).

Os vencedores do 20º PortoCartoon receberão os troféus (desenhados por Siza Vieira) e os Prémios durante a cerimónia de abertura da exposição, que decorrerá nas instalações do Museu Nacional da Imprensa e noutros locais do Grande Porto, em junho, como é habitual.

3.º lugar PEC Amália: Aurélio Mesquita (Portugal)


3.º lugar PEC Woody Allen : Pedro Ribeiro Ferreira (Portugal)

10/Abr/2018

^

  

PORTOCARTOON: Artista brasileiro vence Prémio do Público pela terceira vez

Ronaldo Cunha Dias (Brasil) é o grande vencedor do Prémio Público do PortoCartoon 2017, com a sua obra que mereceu uma Menção Honrosa pelo júri internacional do festival.

Esta é a terceira vez que o cartunista brasileiro vence nesta categoria, depois de ter sido preferido pelo público votante em 2007 e em 2011.

O Prémio Público do PortoCartoon resulta de uma votação a nível mundial, feita através do Museu Virtual do Cartoon (www.cartoonvirtualmuseum.org) e em urnas de voto colocadas no Museu Nacional da Imprensa e no Aeroporto do Porto, de junho a dezembro. Qualquer pessoa, de distintas partes do mudo, teve oportunidade de votar no seu cartoon favorito dentre os 43 selecionados pelo Júri internacional do 19th PortoCartoon-World Festival, em março de 2017.

Ronaldo é um cartunista bastante premiado e concorre, há vários anos, aos prémios do PortoCartoon. Profissionalmente é médico (cirurgião) e reside na cidade de Vacaria, situada no nordeste do estado do Rio Grande do Sul, no Brasil.

A votação, independente da decisão do Júri, que elegeu o belga Luc Vernimmen como grande vencedor do PortoCartoon 2017, com a obra “Sustainable Tourism”, deu a vitória, uma vez mais, a Ronaldo Cunha Dias. A opinião do Júri e do Público coincidiu apenas uma vez, em 2015, com o desenho vencedor de Alessandro Gatto (Itália), “Window”, sobre o tema da 17.ª edição, “A LUZ”.


Desenho vencedor Prémio Público PC 17

Nesta categoria já foram também contemplados, para além de Ronaldo, desde 2006, Diego Herrera – Yayo (Canadá), Fernando Camarneiro Costa (Portugal), António Santos – Santiagu (Portugal), Zygmunt Zaradkiewicz (Polónia), Guo Zhong (China), Ludo Goderis (Bélgica) e Emrah Arikan (Turquia).

Os cartoons que estiveram em disputa são provenientes de países tão diferentes como Bélgica, Bielorrússia, Brasil, Bulgária, China, Espanha, E.U.A., França, Indonésia, Irão, Itália, México, Polónia, Roménia, Sérvia, Turquia e Ucrânia. De Portugal, estiveram em votação os trabalhos dos cartoonistas Aurélio Mesquita, Duarte Guerreiro, Fernando Saraiva e Vasco Gargalo.

Ronaldo Cunha Dias será convidado a participar no PortoCartoon 2018 com uma exposição de autor.

28/Mar/2018

^

  

PortoCartoon nas Caldas com caricaturas de Ronaldo

Caricatura de Zygmunt Zaradkiewicz (Polónia)

Mais de 40 caricaturas sobre Cristiano Ronaldo estão em exposição no Shopping La Vie das Caldas da Rainha.

A exposição do Museu Nacional da Imprensa (MNI), promovida pelo referido Centro Comercial, surge pela oportunidade de homenagear, uma vez mais, o craque, que recentemente alcançou o marco de 300 golos marcados na La Liga.

Os desenhos, na sua grande maioria, fazem parte do Prémio Especial de Caricatura do XVII PortoCartoon-World Festival, organizado pelo MNI.

Prémio especial no certame, Ronaldo atraiu o humor de dezenas de cartunistas de vários países. Os 43 artistas representados são de países tão distintos como Alemanha, Argentina, Bolívia, Brasil, Bulgária, Colômbia, Egito, Escócia, Espanha, Finlândia, Irão, Itália, Nigéria, Polónia, Portugal, Roménia, Rússia, Tailândia, Turquia e Ucrânia.

No âmbito do PortoCartoon, desde 2013 que várias figuras nacionais e internacionais têm sido escolhidas: Manoel de Oliveira, José Saramago, Nelson Mandela, Siza Vieira, Hemingway, Sara Sampaio, Chaplin, António Guterres e Pablo Picasso. A 20.ª edição lançou os nomes de Woody Allen e Amália Rodrigues para esta categoria dedicada especialmente à caricatura.

Esta é já a quarta exposição PortoCartoon que os Centros Comerciais La Vie recebem, no âmbito da parceria estabelecida com o MNI. Em setembro de 2017 o La Vie Porto recebeu a mostra dedicada ao cineasta Manoel de Oliveira e vai acolher a exposição sobre o Vinho do Porto de 1 de março a 13 de abril. Em janeiro as caricaturas da modelo Sara Sampaio brilharam no La Vie Caldas da Rainha, agora é a vez do humor sobre Cristiano Ronaldo visitar as Caldas.

A exposição de caricaturas do CR7 ficará patente até 23 de março.


Caricatura de Luiz Carlos Fernandes (Brasil)

05/Mar/2018

^

  

Vinho do Porto com Humor no Shopping La Vie Porto

Cartoon de Pedro Suarez (Cuba)

Cerca de 50 desenhos relacionados com a temática do Vinho do Porto vão estar em exposição no Centro Comercial La Vie Porto Baixa, a partir do dia 1 de março.

A exposição resulta do desafio lançado pelo PortoCartoon-World Festival para assinalar os 250 anos da criação da Região Demarcada do Douro.

Dezenas de cartunistas de países distintos responderam ao convite para o Prémio Especial Vinho do Porto. Argentina, Bélgica, Brasil, Cuba, Finlândia, Holanda, Inglaterra, Israel, Itália, Portugal, Roménia, Sérvia, Suécia, Suíça, Turquia, Ucrânia são os países representados na mostra.

“Vinho do Porto no Humor Mundial” representa um hino de humor ao vinho e à linguagem universal do cartoon.

Esta é a terceira exposição PortoCartoon que os Centros Comerciais La Vie recebem, no âmbito de uma parceria estabelecida com o MNI. Em setembro de 2017 o La Vie Porto recebeu a mostra dedicada ao cineasta Manoel de Oliveira e vai agora acolher a exposição sobre o Vinho do Porto. Em janeiro as caricaturas da modela Sara Sampaio brilharam no La Vie Caldas da Rainha.


Cartoon de Heino Partanen (Finlândia)

Estão já agendadas mais exposições PortoCartoon para os Centros Comerciais desta cadeia, situados no Porto, Caldas da Rainha e Guarda.

A mostra de humor ficará patente até ao dia 13 de abril, no La Vie Porto.


Cartoon de Sait Munzur (Turquia)

26/Fev/2018

^

  

Morreu FORGES | Viva o Humor!
O PortoCartoon-World Festival regista a morte de FORGES, figura incomparável do humor gráfico espanhol.

A seu desaparecimento físico, noticiado hoje (22.02), chama a atenção para a sua obra imensa, patente nas mais variadas publicações. No El País, onde presenteava, todos os dias, os seus leitores, na página de opinião, Forges foi sempre o artista atento, incisivo e ‘castigador’ do statu quo.
As suas últimas vinhetas ficam para a história de um humorista genial reconhecido por um traço grosso inconfundível. A sua marca digital.

Pedimos a Xaquin Marin, também humorista gráfico e membro do Júri do PortoCartoon desde a 1ª edição (1999), um pequeno apontamento biográfico de Forges.

Aqui está.

“FORGES

Antonio Fraguas de Pablos “FORGES”. Caricaturista nacido en Madrid no 1942, alcanzó el éxito por ser quién de retratar a la sociedade española contemporánea cos seus defectos e virtudes e ata coa singular linguaxe po cotía, e mesmo aportando expresións que chegaron a ser adoptadas polo pobo.

Cun debuxo certeiro e sinxelo, contornos de trazo groso e globos peculiares, FORGES usou o humor en defensa dos desfavorecidos e sempre nunha postura progresista, dulcificado polo gracexo dos textos, o que lle valeu o favor do público e o máximo respecto da profesión, desde os seus principios no diario “Informaciones”, ata a viñeta diaria en “El Pais”, pasando por prácticamente todas as revistas de humor que se fixeron en España, tamén polos innumerables libros, fascículos, dúas películas, colaboracións en radio e TV…

Medalla de Oro a las Bellas Artes, Premio Nacional de Periodismo2012, Doctor Honoris Causa de la Universidad de Alcalá 2016, entre moitisimos máis galardóns.

Logo dunha serie de malas noticias que acosan o mundo da creación en España: Despidos, peches de publicacións, censura, leis restrictivas, impostos… A morte de FORGES, ven colmar un vaso xa demasiado cheo.

A exposição “Sara Sampaio no Cartoon Internacional” poderá ser vista até junho.

HABERÁ QUE BOTARLLE MOITO HUMOR.

Xaquin Marin

Fene, 22.02.2018”

Mais informações:

Notícia El Pais

Notícia El Mundo

Notícia La Vanguardia

22/Fev/2018

^

  

PortoCartoon mostra Sara Sampaio no Aeroporto do Porto

Caricatura de Pedro Silva (Portugal)

Mais de três dezenas de caricaturas sobre Sara Sampaio vão estar em exposição, a partir do dia 27 de fevereiro, no Aeroporto Francisco Sá Carneiro.

A mostra faz parte do Prémio Especial de Caricatura do 18.º PortoCartoon-World Festival, dedicado à modelo portuguesa.

A recente estreia de Sara Sampaio na sétima arte, no filme “O Figurante”, com data de lançamento marcada para 22/02 em Portugal, foi o mote para o Museu Nacional da Imprensa promover a exposição e assinalar o marco.

Alemanha, Argentina, Brasil, Bulgária, Canadá, China, Colômbia, Croácia, Cuba, Espanha, Finlândia, Índia, Indonésia, Irão, Itália, México, Polónia, Portugal, Roménia, Rússia, Sérvia, Suíça, Tailândia e Turquia são os países representados na mostra.

A exposição originária foi inaugurada durante o 18.ºPortoCartoon, na Biblioteca Florbela Espanca, em Matosinhos, contando com a presença dos artistas premiados e dos pais da modelo.

Esta secção do certame de humor, organizado pelo Museu Nacional da Imprensa, teve início em 2013 com as figuras de Manoel de Oliveira e José Saramago. Nesta linha, as escolhas subsequentes destacaram, para além de Sara Sampaio, Nelson Mandela, Siza Vieira, Hemingway, Chaplin, Cristiano Ronaldo e, em 2017, António Guterres e Pablo Picasso.


Caricatura de Alireza Pakdel (Irão)

Para a 20.ª edição (2018) foram indicadas as figuras de Amália Rodrigues e Woody Allen para serem caricaturadas pelos artistas internacionais. “LIMPAR O PLANETA” surge como tema principal. A receção de trabalhos ocorre até ao dia 28 de fevereiro.

A exposição “Sara Sampaio no Cartoon Internacional” poderá ser vista até junho.

22/Fev/2018

^

  

Manoel de Oliveira em Caricatura no Shopping Península

Caricatura de Ivan Prado (Alemanha)

Cerca de 40 caricaturas do cineasta Manoel de Oliveira (1908-2015) vão estar em exposição no Península Boutique Center, no Porto, a partir do próximo dia 17 de fevereiro (sábado).

A mostra, organizada pelo Museu Nacional da Imprensa, baseia-se no Prémio Especial de Caricatura dedicado a Manoel de Oliveira no XV PortoCartoon-World Festival. As obras pertencem a artistas de 17 países: Alemanha, Argentina, Bélgica, Brasil, China, Colômbia, Croácia, Espanha, Irão, Israel, Itália, Polónia, Portugal, Roménia, Suíça, Turquia e Ucrânia.

Foi precisamente com a figura de Manoel de Oliveira, juntamente com o Nobel José Saramago, que o MNI lançou um novo Prémio, em 2013, relacionado expressamente com a caricatura. Nesta linha, as escolhas subsequentes destacaram Nelson Mandela, Siza Vieira, Sara Sampaio, Chaplin e, em 2017, António Guterres e Pablo Picasso. Para 2018 foram apontadas as figuras de Amália Rodrigues e Woody Allen para serem caricaturadas pelos artistas de todo o mundo.


Caricatura de Santiagu (Portugal)
De relembrar que está a decorrer a receção de trabalhos para o 20.º PortoCartoon-World Festival, até 28 de fevereiro, subordinado ao tema “LIMPAR O PLANETA”. No âmbito da 20.ª edição foi lançado um novo concurso, o PortoCartoon Juvenil, cuja receção de trabalhos termina na mesma data.


Caricatura de Catarina Morais (Portugal)

Esta exposição representa a sétima evocação feita pelo Museu Nacional da Imprensa ao cineasta e ao seu trabalho. Em 2013, Manoel recebeu em sua casa os principais vencedores do XV PortoCartoon e, divertido, apreciou as diferentes caricaturas. Aquando da celebração dos 100 anos do cineasta foi realizada uma ampla exposição sobre a sua vida e obra; também já teve exposições na Câmara de Lobos, na Madeira, e no Aeroporto do Porto e, mais recentemente, uma exposição de caricaturas e recortes de imprensa no Centro Comercial La Vie Porto Baixa.

A mostra de humor dedicada a Manoel de Oliveira poderá ser visitada até ao dia 11 de março, no Península Boutique Center.

12/Fev/2018

^

  

PortoCartoon expõe Sara Sampaio nas Caldas da Rainha

Caricatura de Marzio Mariani (Itália)

Cerca de três dezenas de caricaturas sobre Sara Sampaio vão estar em exposição, a partir do dia 13/01, no Shopping La Vie das Caldas da Rainha.

A mostra faz parte do Prémio Especial de Caricatura do 18.º PortoCartoon-World Festival, dedicado à modelo portuguesa.

Alemanha, Argentina, Brasil, Bulgária, Canadá, China, Colômbia, Croácia, Cuba, Espanha, Finlândia, Índia, Indonésia, Irão, Itália, México, Polónia, Portugal, Roménia, Rússia, Sérvia, Suíça, Tailândia, Turquia são os países representados na exposição.

Esta secção do PortoCartoon, organizado pelo Museu Nacional da Imprensa, teve início em 2013 com as figuras de Manoel de Oliveira e José Saramago. Nesta linha, as escolhas subsequentes destacaram, para além de Sara Sampaio, Nelson Mandela, Siza Vieira, Hemingway, Chaplin, Cristiano Ronaldo e, em 2017, António Guterres e Pablo Picasso.

Para os 20 anos do certame de humor (2018) foram indicadas as figuras de Amália Rodrigues e Woody Allen para serem caricaturadas pelos artistas internacionais. “LIMPAR O PLANETA” surge como tema principal. A receção de trabalhos ocorre até ao dia 28 de fevereiro.

Esta é a segunda exposição PortoCartoon que os Centros Comerciais La Vie recebem, no âmbito de uma parceria estabelecida com o MNI. Em setembro de 2017 o La Vie Porto recebeu a mostra dedicada ao cineasta Manoel de Oliveira, agora é a vez das caricaturas internacionais de Sara Sampaio brilharem no La Vie das Caldas da Rainha.

Estão já a ser programadas mais exposições PortoCartoon para os Centros Comerciais La Vie Porto Baixa, Caldas da Rainha e Guarda.

Estas mostras inserem-se na política de descentralização cultural desenvolvida pelo Museu Nacional da Imprensa desde a sua inauguração, em 1997.

A exposição de humor dedicada a Sara Sampaio poderá ser vista até 31 de janeiro.


Caricatura de Nicoleta Ionescu (Roménia)


Caricatura de Luiz Carlos Fernandes (Brasil)

11/Jan/2018

^

  

PortoCartoon lança temas para 2018

PortoCartoon convoca humoristas para LIMPAR O PLANETA em 2018

– Amália e Woody Allen são prémios especiais de caricatura

“Limpar o Planeta” é o tema escolhido para o XX PortoCartoon-World Festival, organizado pelo Museu Nacional da Imprensa.

O convite à participação é lançado aos cartunistas de todo o mundo e apresenta as figuras emblemáticas de Amália Rodrigues e Woody Allen para Prémios Especiais de Caricatura.

A conferência de imprensa de anúncio dos temas decorreu esta manhã no Instituto de Vinhos do Douro e do Porto – IVDP e contou com a presença do Diretor do Museu Nacional da Imprensa/PortoCartoon, Luiz Humberto Marcos, do representante da Zero – Associação Sistema Terrestre, Paulo Magalhães, dos escultores Acácio Carvalho, Carlos Barreira, Carlos Marques, Norberto Jorge, Ruy Anahory e Rui Ferro e do artista em Residência na Casa Wolinski, vencedor do PortoCartoon 2012 e do Prémio Especial de Caricatura sobre Charlie Chaplin em 2016, Cau Gomez.

Como se pode ler no Regulamento (Regulations) do PortoCartoon 2018: “O crescimento desordenado das cidades, o uso de energias poluentes, a industrialização descontrolada, o aquecimento global, o lixo e a falta de água estão a tornar o mundo cada vez menos saudável. Seguindo o apelo da Fundação Let’s Do It, é preciso fazer da Terra um planeta limpo e saudável. (…) Por tudo isso, impõe-se a intervenção do humor à escala mundial.”

Os cartoonistas podem submeter os seus trabalhos até ao dia 28 de fevereiro de 2018.
Importa também relembrar que decorre a votação para o Prémio Público do PortoCartoon 2017, até 31 de dezembro. O artista vencedor terá uma exposição de autor na edição de 2018 do certame.

O apelo da fundação Let’s Do It sintoniza plenamente com os objetivos do PortoCartoon. Assim como com os da Zero – Associação Sistema Terrestre Saudável, que se juntou ao projeto e será parceira desta 20.ª edição do certame.

Os cartoonistas podem submeter os seus trabalhos até ao dia 28 de fevereiro de 2018.

– Amália Rodrigues e Woody Allen

Seguindo a linha iniciada em 2013, com a introdução deste campo da Caricatura no PortoCartoon, escolhemos para 2018 dois ícones mundiais: a fadista Amália Rodrigues (1920-1999) e o cineasta Woody Allen. No âmbito do Prémio dedicado à fadista, a Fundação Amália Rodrigues associou-se ao PortoCartoon 2018.


Aclamada internacionalmente como a “Rainha do Fado”, a artista portuguesa foi uma das mais brilhantes cantoras do século XX e uma verdadeira embaixadora da cultura lusófona em todos os continentes. Pelo mundo fora, as suas actuações ao vivo esgotaram e empolgaram plateias míticas como o Canecão carioca ou o Olympia parisiense. Vendeu mais de 30 milhões de discos e o reconhecimento do Fado como “património imaterial da humanidade” (UNESCO, 2011) deve-se muito à sua voz. Além de fadista, Amália Rodrigues foi também atriz e cantora de outros géneros musicais de tradição popular.


A figura icónica de Woody Allen confunde-se com a cultura cinematográfica internacional. Realizou dezenas de filmes e em muitos deles foi ator. As suas desconcertantes personagens neuróticas continuam a surpreender pelo nonsense e ousadia dos diálogos. Preferencialmente em Nova Iorque, onde vai também praticando o seu inseparável clarinete, mas também em cidades europeias como Londres, Paris ou Barcelona, Allen faz do cinema uma inspiração inquieta sobre a sociedade moderna. E acaba de lançar uma nova película.

Duas décadas, novo concurso

Com a celebração dos 20 anos de existência, o PortoCartoon apresenta uma novidade: o Concurso PortoCartoon Juvenil. Este novo certame é direcionado aos estudantes entre os 15 e os 25 anos, incentivando-os ao exercício de reflexão, imaginação e representação humorística sobre temas da atualidade. O Concurso PortoCartoon Juvenil é organizado pelo Museu Nacional da Imprensa, em articulação com o Ministério da Educação/Direção Geral da Educação. A receção de trabalhos decorre de 20 de dezembro a 28 de fevereiro de 2018. Os jovens podem participar a título individual ou coletivo (turma), como indica o Regulamento.

19/Dez/2017

^

  

Exposição “LIBERDADE + HUMOR = WOLINSKI”
6/01 – 31/03
PortoCartoon 2018 – Homenagem a Wolinski

MNI arranca o ano com Liberdade e Humor

A primeira exposição do ano de 2018 do Museu Nacional da Imprensa é dedicada à Liberdade de expressão e abre no dia 6 de janeiro (sábado), às 16H.

A inauguração representa o início das celebrações do 20.º PortoCartoon-World Festival, evocando umas das grandes figuras do certame de humor: o cartunista Georges Wolinski.

A mostra reúne cerca de 70 livros da autoria de Wolinski, além de muitas expressões do antigo presidente do Júri do PortoCartoon-World Festival, sobre a importância da liberdade e do humor. Wolinski foi presidente do júri durante uma década.

“LIBERDADE + HUMOR = WOLINSKI” pretende sublinhar a força da Liberdade de Imprensa que o atentado contra o Charlie Hebdo quis calar, a 7 de janeiro de 2015.

O cartunista brasileiro Cau Gomez, que terminou a sua Residência Artística na Casa Wolinski no final de dezembro, estará presente na inauguração terminando, assim, a sua estadia.

De recordar que o convite à participação para o PortoCartoon 2018 está a ser lançado aos artistas de todo o mundo, apontando “LIMPAR O PLANETA” como tema principal e Amália Rodrigues e Woody Allen para Prémios Especiais de Caricatura.

Está também a decorrer a receção de trabalhos do novo certame nacional, o PortoCartoon Juvenil. A deadline de ambos é a 28 de fevereiro de 2018.

A mostra “LIBERDADE + HUMOR = WOLINSKI” ficará patente até ao dia 31 de março de 2018.

04/Jan/2018

^

  

Humor mundial sobre a Água
em Castanheira de Pera

Cartoon de Diego Herrera – Yayo (Canadá)

Mais de meia centena de cartoons integram a exposição “Água Viva/Terra Viva”, que abre no dia 8/12, em Castanheira de Pera, numa iniciativa do Museu Nacional da Imprensa.

Através do humor, o Museu mostra assim a sua solidariedade com uma das regiões fortemente abalada pelo “incêndio de Pedrógão” e também marcada pela seca extrema, que tem atingido o país nos últimos meses.

A mostra estará patente na galeria da Casa do Tempo e fará parte do evento “Natal na Aldeia”, que se destina às populações dos concelhos afetados pelos incêndios, com particular incidência nas crianças.


Cartoon de Constantin Sunnenberg (Bélgica)

Integram a exposição cartoons de diferentes países de todos os continentes. Argentina, Alemanha, Áustria, Bélgica, Brasil, Canadá, Coreia do Sul, Escócia, Espanha, EUA, França, Indonésia, Itália, México, Moçambique, Polónia, Portugal, Turquia e Ucrânia são alguns dos países representados.

Os desenhos foram elaborados no âmbito do PortoCartoon-World Festival, organizado pelo MNI, que levou milhares de cartunistas de todo o mundo a refletir sobre esta temática de extrema importância.

O PortoCartoon é considerado um dos três principais certames de humor a nível mundial e tem procurando, desde 1999, lançar temas de relevo na sociedade, que impliquem reflexão e intervenção.


Cartoon de Jerzy Gluszek (Polónia)

A escassez de água é um problema grave a nível nacional e internacional, tal como tem sido demonstrado pelas alterações climáticas do planeta. Sem água não há vida. Importa, por isso, refletir. E o humor arguto e incisivo dos artistas representados na exposição, vai ao encontro disso mesmo.

A mostra “Água Viva/Terra Viva”, promovida pelo Município de Castanheira de Pera, poderá ser vista até 6 de janeiro de 2018.


Cartoon de Halit Kurtulmus (Turquia)

07/Dez/2017

^

     

Galeria Je suis Charlie
Galeria do Museu Virtual do Cartoon

O atentado contra o jornal Charlie Hebdo é um ataque à liberdade e à criatividade dos artistas do humor.
No massacre do ódio contra o humor/amor foram assassinados Georges Wolinski, presidente do PortoCartoon-World Festival desde 2014, Cabu, Charb e Tignous.
Vimos convidar os cartunistas de todo o mundo a participarem numa homenagem universal ao Charlie Hebdo e aos seus 'heróis do humor.'

Através desta homenagem estaremos a honrar a força da liberdades de expressão e de imprensa, e o humor como o oxigénio da democracia e da cidadania.
 

 

 Os desenhos recebidos por e-mail serão inseridos na Galeria…
Vamos criar a onda do humor contra a barbárie e o extremismo ideológico.
Façamos um grande painel mundial em defesa do humor e da liberdade...

Proclamemos o supremo direito ao riso.

Proclamemos bem alto: Humor Contra o Ódio!

 

Luís Humberto Marcos

Diretor

PortoCartoon e Museu Nacional da Imprensa

14/Dez/2014

^

    

O PortoCartoon-World Festival está patente no Brasil, em Piracicaba, (S.Paulo) e na Bolívia, em La Paz, até ao final de Setembro.

No Museu de Etnografia e História, na capital boliviana, a mostra sobre “Direitos Humanos no Humor Mundial”.´é constituida por 50 trabalhos. Trata-se de uma seleção dos melhores trabalhos do concurso de 2008, subordinado ao tema dos ‘direitos humanos’ e ganho por Augusto Cid, com “A Chama Olímpica”.
Além do desenho vencedor, estão patentes as menções honrosas, como a caricatura de “Dalai Lama”, feita por Santiagu (António Santos), entre outros de artistas do espaço ibero-americano.

No Brasil, e ao abrigo do protocoloco existente entre a Prefeitura de Piracicaba e o Museu Nacional da Imprensa, o 39º Salão Internacional de Humor de Piracicaba conta também com a mostra “Comunicação e Tecnologias”, tema do PortoCartoon 2011.

Através do humor patenteado nas mostras, o Museu Nacional da Imprensa, organizador do PortoCartoon, pretende reforçar a multiculturalidade que faz parte da própria natureza do festival, como ponte entre culturas, países e regiões. Recorda-se que o troféu do PortoCartoon é precisamente uma ponte desenhada por Siza Vieira, na altura em que a cidade do Porto foi também designada “capital do cartoon”.

Set/2012


^

     

A Festa da Caricatura decorreu no dia 24 de junho, na Praça da Liberdade, entre as 15 e as 19 horas, numa iniciativa apoiada pela Câmara Municipal do Porto.
Vários caricaturistas nacionais e estrangeiros, designadamente os principais premiados da edição deste ano, estiveram presentes para fazerem um ‘boneco humorístico’ a quem quiser posar para eles na Festa da Caricatura. Foi uma oportunidade especial para o contacto pessoal com o cartunista italiano Alessandro Gatto, vencedor do Grande Prémio. Outros artistas do Brasil, Escócia, Espanha, Ucrânia além de Portugal, estiveram na Festa da Caricatura, contributo do Museu Nacional da Imprensa para a internacionalização das festas sanjoaninas.

Exposições: Prémio Público 2011 e Salão de Humor de Piracicaba

O PortoCartoon 2012 apresenta ainda duas exposições especiais que inauguraram no dia 24 de junho: uma do Salão Internacional de Humor de Piracicaba (S. Paulo), festival com o qual o PortoCartoon tem um protocolo de cooperação – no Via Catarina; a outra, antológica, mostra os melhores trabalhos do Brasileiro Ronaldo da Cunha Dias, vencedor do Prémio do Público 2011 – no Dolce Vita Porto. Anteriormente, este “Prémio do Público” - correspondente à votação de cibernautas e visitantes - foi ganho por artistas da Bélgica, Brasil, China, Polónia e Portugal.

Rua do PortoCartoon e Escultura

4 Ruas do Porto – Santa Catarina, Sá da Bandeira, Formosa e Passos Manuel - recebem uma designação toponímica provisória: Ruas do PortoCartoon 2012.

A denominação é feita em articulação com a Câmara Municipal do Porto
No dia 24 de junho, no Passeio dos Clérigos, foi inaugurada uma escultura alusiva ao Grande Prémio da edição deste ano do PortoCartoon – Alessandro Gatto (Itália). O autor da peça é o Escultor Carlos Barreira.

Esta implantação acontece no âmbito da proclamação feita em 2008 em associação com a CMP, e visa a criação de um roteiro turístico à volta do cartoon.




^

    

PortoCartoon apresenta-se na Bolívia
com humor sobre Direitos Humanos

O PortoCartoon-World Festival esteve patente de 10 a 22 de Abril, no Manzana Uno Espacio de Arte, em Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, com uma exposição sobre “Direitos Humanos no Humor Mundial”.

Trata-se de uma selecção dos melhores trabalhos do concurso de 2008, subordinado ao tema dos ‘direitos humanos’ e ganho por Augusto Cid, com “A Chama Olímpica”.

Além do desenho vencedor, estarão também patentes as menções honrosas, como a caricatura de “Dalai Lama”, feita por Santiagu (António Santos), entre outros de artistas do espaço ibero-americano, num total de 50 obras.

Os desenhos expostos pretendem alertar, com humor e sátira, para a contínua violação dos Direitos Humanos em pleno séc. XXI. São alguns dos melhores trabalhos selecionados pelo Júri Internacional do PortoCartoon, presidido por Georges Wolinski (França), um dos mais credenciados cartunistas da actualidade.

Através do humor patenteado na mostra, o Museu Nacional da Imprensa, organizador do PortoCartoon, pretende reforçar a multiculturalidade que faz parte da própria natureza do festival, como ponte entre culturas, países e regiões. Recorda-se que o troféu do PortoCartoon é precisamente uma ponte desenhada pelo premiado arquitecto Siza Vieira, na altura em que a cidade do Porto foi também designada “capital do cartoon”.

Depois de Santa Cruz, a exposição irá para a cidade de Cochabamba e terminará na capital, La Paz.






^

   

Alessandro Gatto, de Itália, foi o vencedor do Grande Prémio do XIV PortoCartoon-World Festival, organizado pelo Museu Nacional da Imprensa, e subordinado ao tema "Ricos, pobres, indignados".

O segundo Prémio foi atribuído a Felipe Galindo, mexicano a morar nos EUA, na categroia Tema Livre, e o terceiro em ex-aequo a Turcios, da Colômbia, e a Valery Doroshenko, da Ucrânia.

A qualidade dos trabalhos, levou o júri internacional a atribuir ainda 12 Menções Honrosas a artistas de diferentes países: Bélgica, Brasil, China, Espanha, França, Irão, México, Portugal, Reino Unido, Sérvia, Síria e Ucrânia.

A oportunidade do tema e a elevada qualidade de grande parte dos participantes foi sublinhada pelos membros do Júri, na conferência de imprensa do dia 2 de Abril.

Em apreciação estiveram cerca de duas mil obras, de centenas de artistas, oriundos de todos os continentes. O Irão é o país com mais participantes (66) e trabalhos: 255. Segue-se o Brasil, a China, Portugal e Roménia.

Com esta participação, o Portocartoon cimenta o seu lugar no pódio dos concursos internacionais de humor e reforça a pertinência da classificação do Porto com o 'capital do cartoon', atribuida em 2008.

O Júri internacional do XIV PortoCartoon foi presidido por Georges Wolinski (França) e integrou ainda: Peter Nieuwendijk, Presidente-geral da Feco (Holanda); Xaquín Marín, fundador do Museo de Humor de Fene (Espanha); Luís Mendonça, Representante da Faculdade de Belas Artes do Porto e Luís Humberto Marcos, diretor do PortoCartoon e do Museu Nacional da Imprensa.

Os vencedores do XIV PortoCartoon receberão os troféus e os prémios durante a cerimónia de abertura da exposição que decorrerá nas instalações do Museu Nacional da Imprensa, a 23 de junho, aquando das Festas do S. João.


Grande Prémio - Alessandro Gatto – Itália
“La Scala” – Tema Principal


2º Prémio - Felipe Galindo/ Feggo – E.U.A.
“ Global warming” – Tema Livre


3º Prémio – Ex-aequo - Omar Figueroa Turcios – Colômbia
S/Título – Tema Principal


3º Prémio – Ex-aequo - Valery Doroshenko – Ucrânia
S/ Título – Tema Principal

Várias centenas de milhares de visitantes já viram as treze edições do PortoCartoon realizadas nas instalações do Museu Nacional da Imprensa, e nas diferentes cidades por onde passaram as exposições: Argentina, Bolívia, Brasil, França, Espanha e México.


^

    

A “passarola” de Gusmão (1709) é o mote da exposição do PortoCartoon-World Festival que o Museu Nacional da Imprensa leva ao Rio de Janeiro Portugal. Abre no dia 22, 5ª feira, na Sala de Cultura da Imprensa Oficial do Estado do Rio de Janeiro, ficando patente até 2 de Abril.

A abertura coincide com o VI Forum de Imprensas Oficiais de Língua Portuguesa que decorrerá na mesma instituição.

A exposição é composta por 40 desenhos de grandes artistas do humor mundial, alguns deles brasileiros.

Chama-se “PortoCartoon-Aviões e máquinas voadoras” e pretende evocar a data da primeira experiência precursora da navegação aérea, desenvolvida em Lisboa, no reinado de D. João V, pelo famoso padre brasileiro Bartholomeu Lourenço de Gusmão.

O tema tem presente o impacto da aviação na actualidade e foi bandeira do PortoCartoon-World Festival organizado em 2009/2010 pelo Museu Nacional da Imprensa, instalado no Porto.

Esta é a primeira exposição daquele Museu no Rio de Janeiro e integra-se na linha de internacionalização que é seguida desde 1998, com a organização de um dos concursos mundialmente mais famosos do desenho de humor.

Bartholomeu de Gusmão, natural de Santos, S. Paulo, Brasil, protagonizou a primeira experiência com um aeróstato de ar quente no mundo, facto que serviu de motor à exploração do espaço pelo homem. Durante os 300 anos subsequentes, a história da aviação encheu-se de momentos de diferentes tonalidades: dramáticos, festivos, hilariantes, ou simplesmente fantásticos.

A exposição já esteve patente em Brasília, em 2011, e apresenta os melhores trabalhos seleccionados pelo júri internacional do XII PortoCartoon, presidido por Georges Wolinski (França), um dos mais credenciados cartunistas da actualidade.

O PortoCartoon tem tido a particularidade de ser subordinado, anualmente, a um tema de grande relevo internacional, como acontece este ano (13ª edição) com “Ricos, Pobres e Indignados”. A 12ª edição foi dedicada a “Comunicação e tecnologias” e as anteriores abordaram: a Água, a Mudança de Século/Milénio, o Desporto, Gutenberg, a Globalização, os Direitos Humanos, as Crises, etc.


^

    

 

O humor de Stuart vai estar no Museu Nacional da Imprensa, de 10 de Março a 31 de Maio, numa exposição que se integra MAB Invicta, festival internacional de multimédia, artes e BD.

A mostra – Stuart: BD e Azulejos - apresenta tiras cómicas das aventuras de Quim e Manecas, publicadas no jornal O Século e muitas outras participações artísticas do espírito multifacetado de Stuart.

Será também apresentada uma colecção de azulejos originais que ornamentavam a escadaria do Diário de Lisboa, doada por Ruella Ramos ao Museu. Trata-se de uma colecção singular, quer pelo que revela do artista, quer pelo local para onde os azulejos foram produzidos – o Diário de Lisboa (1921-1990), jornal emblemático na oposição à ditadura do Estado Novo.

A exposição ficará patente na Galeria Internacional do Cartoon, o único espaço dedicado ao humor permanentemente aberto (365/6 dias, ano) na Europa. Esta galeria reforça a dimensão de capital do cartoon atribuída ao Porto, na proclamação internacional feita a 23 de Junho de 2008, na Avenida dos Aliados, em dez línguas diferentes.

Stuart Carvalhaes (1887-1961) foi um dos mais talentosos artistas do humor português. Além de caricaturista, foi cenógrafo, figurinista e realizador de cinema. Fixou tipos e costumes de Lisboa como poucos o fizeram. Ainda antes dos 20 anos, começou a colaborar na imprensa e nela deixou o seu traço bem vincado, até morrer em 1961.

Além da participação em jornais e revistas, a exposição evidencia a qualidade artística de Stuart em partituras e capas de livros, patenteando a ampla gama de participações onde a sua arte do humor e da ilustração se impôs.


^

   

 

O cartunista brasileiro Ronaldo foi o vencedor do "Prémio do Público" do XIII PortoCartoon-World Festival, organizado pelo Museu Nacional da Imprensa. Já em 2007 o mesmo artista havia conquistado o ‘voto popular’.
O desenho agora premiado por cibernautas e visitantes dos locais onde havia urnas tinha sido menção honrosa na opinião do Júri internacional presidido por Wolinski. Trata-se de um desenho que mostra a ligação de um bebé à mãe via telemóvel. O tema do PortoCartoon de 2011 era precisamente "Comunicação e Tecnologias”.
Ronaldo da Cunha Dias é médico-cirurgião em Rio Grande do Sul e dedica-se à caricatura desde 1985. Já publicou quatro livros de cartoons e recebeu dezenas de prémios em festivais nacionais e internacionais. Presença habitual nos mais prestigiados festivais de humor, tem concorrido quase sempre ao PortoCartoon.
A votação decorreu entre final de Junho e Dezembro e recolheu milhares de votos, através da Internet e dos boletins apresentados no Museu, no Aeroporto do Porto e no espaço CCB da Rua Miguel Bombarda, no Porto.
.


^

 

PortoCartoon mostra
humor mundial em Braga

Está patente no Braga Parque, desde o dia 10 de Janeiro, a exposição do PortoCartoon-World Festival sobre "Comunicação e Tecnologias".
A mostra reúne 32 desenhos sobre o tema, nomeadamente os premiados no XIII PortoCartoon, as menções honrosas e os finalistas seleccionados pelo júri internacional do festival.

Os trabalhos em exibição são provenientes de diferentes países, entre os quais a Bélgica, Brasil, Espanha, Finlândia, França, Holanda, Irão, México, Polónia, Portugal, Roménia, Rússia e Turquia. Está também patente um desenho do cartunista português António Santos, "Santiagu". A mosta pode ser vista no Braga Parque até 12 de Fevereiro.


^

    

 

2º concurso luso-brasileiro
Museu da Imprensa e INTERCOM
desafiam o humor das universidades

Ficha de Inscrição Regulamento

O Museu Nacional da Imprensa (MNI) e a Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação-INTERCOM acabam de lançar a segunda edição do Concurso Luso-Brasileiro de Cartum Universitário.
Trata-se de um certame iniciado em 2011 e que visa fortalecer as relações universitárias entre Brasil, Portugal e demais países de idioma português, através da linguagem universal do humor, privilegiando o uso das tecnologias multimédia, designadamente a Internet.

Os concorrentes podem apresentar trabalhos até 30 de Abril, em diferentes categorias do humor gráfico: cartum, charge, caricatura e tiras cómicas.

De acordo com o regulamento, o II Concurso Luso-Brasileiro de Cartum Universitário destina-se a estudantes de graduação e pós-graduação inscritos em qualquer instituição de Ensino Superior do Brasil, de Portugal ou dos demais países de idioma português. Os desenhos devem ser obrigatoriamente enviados em suporte digital, para os seguintes endereços eletrónicos: mni@museudaimprensa.pt (Museu Nacional da Imprensa) e cartum.intercom@gmail.com
(Intercom).

A iniciativa radica numa proposta do director do MNI, feita em Setembro de 2010, na Universidade de Caxias do Sul, Brasil, durante um debate sobre a importância do cartum na sociedade.

Na base desta articulação entre o museu português e a maior entidade de investigação em Comunicação da América Latina, está a experiência do PortoCartoon-World Festival e a pesquisa que se faz sobre o humor no Brasil.


^

  

PortoCartoon
em votação
internacional

Está disponível on-line a votação para a escolha do Prémio do Público do XIII PortoCartoon-World Festival, subordinado ao tema "Comunicação e Tecnologias".
A participação dos cibernautas pode ser feita no Museu Virtual do Cartoon (http://www.cartoonvirtualmuseum.org/
f_portocartoon_2012_vote.htm
), uma iniciativa integrada no XIII PortoCartoon-World Festival, do Museu Nacional da Imprensa.
Trata-se de uma votação a nível mundial, na qual os cibernautas podem escolher o melhor cartoon, de 30 concorrentes, independentemente da votação do júri feita em Abril deste ano.


Ao Prémio do Público deste ano associou-se o Jornal de Notícias, cuja versão on-line inclui uma galeria com os concorrentes em votação. Esta votação pública foi estabelecida em 2006, tendo havido já quatro vencedores de continentes diferentes: Ludo Goderis (Bélgica), Ronaldo (Brasil), Guo Zhong (China), e Zygmunt Zaradkiewicz (Polónia) e António Santos "Santiagu" (Portugal). A exposição de Santiagu está neste momento patente no centro comercial Dolce Vita/Porto.

Os desenhos candidatos podem ser vistos em pormenor antes da votação on-line, sendo a respectiva lista constituída pelos premiados e finalistas, escolhidos pelo júri internacional do concurso presidido pelo cartunista francês G. Wolinski. Os desenhos em disputa foram recebidos de países tão diferentes como Bélgica, Brasil, Finlândia, França, Escócia, Holanda, Indonésia, Itália, México, Polónia, Roménia, Rússia, Turquia e Ucrânia. Os portugueses Agostinho Santos (Menção Honrosa), e Santiagu (Menção Honrosa) também estão em votação.

A escolha do público pode decorrer até o final de Dezembro. Votação idêntica decorre também numa urna não virtual, existente na Galeria Internacional do Cartoon, do Museu Nacional da Imprensa, com boletins apropriados.









^

Evocando o 'padre voador'
PortoCartoon
volta a S. Paulo


 
O Salão Internacional de Humor de Piracicaba (S.Paulo) recebe, a partir de 28 de Agosto (até 16 de Outubro), a exposição do PortoCartoon "Aviões e Máquinas Voadoras".

A mostra pretende homenagear o pioneirismo de Bartolomeu de Gusmão (o 'padre voador', natural de Santos, S. Paulo) que em 1709 fez subir o seu aeróstato, em Lisboa, e tem presente o impacto da aviação na actualidade.

Pelo 7º ano consecutivo, o Museu Nacional da Imprensa apresenta assim em S. Paulo, num dos eventos mais importantes do mundo, no universo do humor gráfico, uma exposição do PortoCartoon.

Composta por meia centena de desenhos, a exposição fez parte da edição de 2010 do certame, tendo a mostra original do XII PortoCartoon apresentado mais de 400 trabalhos, dos cinco continentes.

A presença desta mostra no Brasil integra-se no protocolo assinado entre o museu da cidade do Porto e a Prefeitura de Piracicaba em 2005, para o desenvolvimento de iniciativas conjuntas na área do desenho de humor.

Para o MNI esta é mais uma iniciativa da "ponte"criada entre Portugal e Brasil no âmbito do cartoon e permite a divulgação do melhor do humor que se faz por todo o mundo.
Esta presença no Brasil insere-se ainda na linha da internacionalização do PortoCartoon.

O festival, organizado anualmente pelo Museu Nacional da Imprensa, é considerado pela Federação Internacional de Cartunistas (FECO), um dos três maiores e melhores do mundo. As suas mostras já estiveram patentes nos seguintes países: Argentina, Brasil, Espanha, França e México, em alguns deles mais do que uma vez, prosseguindo a internacionalização do certame.

O Salão de Piracicaba é uma das mais antigas organizações de humor gráfico do mundo e realiza-se ininterruptamente desde 1974.
 



 
 


^

 

PortoCartoon
evoca 'Padre Voador'
no Rio de Janeiro


 
Uma exposição virtual com cartoons evocativos do pioneirismo de Bartolomeu de Gusmão, produzida pelo Museu Nacional da Imprensa, está patente desde 23 de Agosto na Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

A novidade acompanha o lançamento de uma coleção Brasiliana da Bibiloteca Joanina - perfis de notáveis brasileiros - que abre precisamente com uma obra sobre o 'padre voador' que em 1709 fez subir em Lisboa o primeiro aeróstato. No Memorial do Convento de José Saramago, Bartolomeu de Gusmão é uma das personagens marcantes.

Nascido em Santos, S. Paulo, Bartolomeu Lourenço de Gusmão serviu a corte de D. João V e foi perseguido pela Inquisição.

O pioneirismo de Gusmão serviu de mote ao PortoCartoon-World Festival de 2010, subordinado ao tema "Aviões e Máquinas Voadoras". Na altura participaram cartunistas de mais de 70 países, mostrando o relevo do tema e da evocação.

Os melhores trabalhos selecionados pelo Júri internacional, presidido por George Wolisnki, integram esta Exposição Virtual que, após a apresentação do livro, ficará patente nos ecrãs da universidade. Esta Exposição Virtual – musicada e com trinta obras - tem a sua estreia precisamente na Universidade do Rio de Janeiro, uma das mais importantes do Brasil.

Registe-se que uma exposição sobre o mesmo tema está fisicamente patente, até 16 de setembro, no Espaço Chatô, em Brasília, tendo sido inaugurada a 9 de Agosto.

Esta internacionalização do PortoCartoon corresponde à uma política de reforço das actividades do Museu Nacional da Imprensa no estrangeiro.

Organizado anualmente por este museu, o PortoCartoon é considerado pela Federação Internacional de Cartunistas (FECO) um dos três mais importantes concursos do mundo. As suas mostras já estiveram patentes nos seguintes países, além do Brasil (desde 2005): Argentina, Espanha, França e México, em alguns deles mais do que uma vez. Em Novembro, outra exposição será apresentada na Bolívia.

O Museu Nacional da Imprensa está instalado na cidade do Porto, em Portugal, e possui um dos mais importantes patrimónios tipográficos do mundo. É também um dos raros museus do mundo que nunca fechou desde que foi inaugurado em 1997, funcionando 365 dias/ano. A par desta actividade, o museu português tem valorizado o ciberespaço com museus virtuais, caso do museu virtual do cartoon (www.cartoonvirtualmuseum.org) e do museu virtual da imprensa (www.imultimedia.pt/museuvirtpress), ambos pioneiros na altura em que foram lançados na Internet.




 

 


^

 

Humor mundial enche a "Capital do cartoon"
"Comunicação e Tecnologias" – tema 2011

A 13ª edição do PortoCartoon-World Festival abriu oficialmente a 23 de Junho no Museu Nacional da Imprensa. A sessão inaugural contou com a presença dos premiados que receberam os respectivos prémios e troféus, desenhados por Siza Vieira.
Na altura foi aberta ao público a exposição que reúne mais de 400 cartoons vindos de todo o mundo. Distribuídos por 800m2, entre a Galeria Internacional do Cartoon e a Galeria de Exposições Temporárias, poderão ser vistos os melhores trabalhos seleccionados pelo Júri internacional, presidido por George Wolinski, o cartunista com mais livros de humor publicados em França.
O cartunista polaco Zygmunt Zaradkiewicz foi o vencedor do Grande Prémio. O 2º Prémio recaiu num desenho de Plantu, artista de fama mundial que é presença quase diária na 1ª página do jornal Le Monde; e o 3º Prémio foi atribuído pela primeira vez a uma escultura, do autor português, Fernando Saraiva.
A elevada qualidade dos trabalhos levou o júri internacional do concurso a atribuir ainda 19 menções honrosas a artistas diferentes países, entre os quais a Bélgica, Brasil, Espanha, Finlândia, França, Holanda, Irão, México, Polónia, Portugal, Roménia, Rússia e Turquia.
O tema deste ano – Comunicação e Tecnologias – permitiu a mais larga participação de sempre, com mais de 2.200 trabalhos, de 620 artistas, de 80 países. Neste concurso, o Irão superou todos os outros países, em trabalhos e participantes, logo seguido do Brasil, Roménia, Turquia, Portugal e Itália. O XIII PortoCartoon pode ser visto até 31 de Dezembro, no horário habitual do Museu: todos os dias, incluindo domingos e feriados, das 15h às 20h.
Além desta exposição central, muitas outras iniciativas (indicadas a seguir) espalham o humor pela cidade, reforçando uma vez mais o Porto como 'Capital do Cartoon'.

Festa da Caricatura

A Festa da Caricatura, decorreu nos dias 25 e 26 de Junho, na Praça da Liberdade, entre as 15 e as 19 horas, numa iniciativa apoiada pela Câmara Municipal do Porto.
Vários caricaturistas nacionais e estrangeiros, designadamente os principais premiados da edição deste ano, estiveram presentes para fazerem um 'boneco humorístico' a quem quisesse posar para eles na Festa da Caricatura. Foi uma oportunidade especial para o contacto pessoal com o cartunista polaco Zygmunt Zaradkiewicz, vencedor do Grande Prémio. Outros artistas da Roménia, Espanha, além de Portugal, estiveram na Festa da Caricatura, contributo do Museu Nacional da Imprensa para a internacionalização das festas sanjoaninas.


Exposições: Prémio Público 2010 e Salão de Humor de Piracicaba

O PortoCartoon 2011 apresenta ainda duas exposições especiais: uma sobre Ambiente, do Salão Internacional de Humor de Piracicaba (S. Paulo), festival com o qual o PortoCartoon tem um protocolo de cooperação; a outra, antológica, mostra os melhores trabalhos do português Santiagu, vencedor do Prémio do Público 2010. Anteriormente, este "Prémio do Público" - correspondente à votação de cibernautas e visitantes - foi ganho por artistas da Bélgica, Brasil, China e Polónia.






Rua do PortoCartoon, Escultura e Extensões

A exemplo do que aconteceu no ano passado (Rua Galerias de Paris), a Rua de Cedofeita recebe uma designação toponímica provisória: Rua do PortoCartoon 2011. Até 21 de Setembro as lojas que aderirem à iniciativa vão poder mostrar o "riso do mundo", através da apresentação de diferentes desenhos no seu interior.
A denominação é feita em articulação com a Câmara Municipal do Porto.

No âmbito da dinamização do Porto como "Capital do Cartoon" (designação internacional feita em 2008), foi implantada no dia 25 de Junho uma escultura de humor na Rua Miguel Bombarda. A escultura representa o Grande Prémio 2011 e insere-se na criação do "roteiro do humor", para o qual já contribuíram Siza Vieira, Acácio de Carvalho e Zulmiro de Carvalho. A escultura deste ano é de Carlos Marques. A partir do final de Junho existem extensões com reproduções dos melhores trabalhos da 13º edição do PortoCartoon no Aeroporto Francisco Sá Carneiro, Estação de Campanha e diferentes locais da cidade do Porto (cafés, livrarias, centros comerciais).


^

 
 
 
Cartunista da Polónia
vence o XIII PortoCartoon
Plantu (Le Monde) recebe 2º Prémio

Zygmunt Zaradkiewicz, da Polónia, foi o vencedor do Grande Prémio do XIII PortoCartoon-World Festival, organizado pelo Museu Nacional da Imprensa, subordinado ao tema "Comunicação e Tecnologias".
O segundo Prémio foi atribuído a Plantu (do jornal Le Monde), grande figura do desenho de humor a nível mundial. O terceiro - uma escultura em bronze denominada "Homem Digital" -foi conquistado pelo artista Fernando Saraiva, de Portugal.

A elevada qualidade dos trabalhos, levou o júri internacional a atribuir ainda 19 Menções Honrosas a artistas de diferentes países, entre os quais a Bélgica, Brasil, Espanha, Finlandia, França, Holanda, Irão, México, Polónia, Portugal, Roménia, Russia e Turquia.

Em apreciação estiveram cerca de 2.200 obras, de mais de 600 artistas, oriundos de 80 países. Trata-se da maior participação de sempre, batendo em todos os indicadores o VI PortoCartoon (2004) que teve como tema o Desporto. O Irão é o país com mais participantes (70) e trabalhos: 258. Segue-se o Brasil, a Turquia, a Roménia e Portugal.
O vencedor do Grande Prémio apresentou em 2010, no Porto, uma exposição antológica da sua obra, por ter ganho o "Prémio do Público" relativo ao ano 2009.
Com esta participação, o Portocartoon cimenta o seu lugar no pódio dos concursos internacionais de humor e reforça a pertinência da classificação do Porto com o 'capital do cartoon', atribuida em 2008.
O Júri internacional do XIII PortoCartoon foi presidido por Georges Wolinsk (França) e integrou ainda: Peter Nieuwendijk, Presidente-geral da Feco (Holanda); Xaquín Marín, fundador do Museo de Humor de Fene (Espanha); Luís Mendonça, Representante da Faculdade de Belas Artes do Porto e Luís Humberto Marcos, director do PortoCartoon e do Museu Nacional da Imprensa.

Os vencedores do XIII PortoCartoon receberão os troféus e os prémios durante a cerimónia de abertura da exposição que decorrerá nas instalações do Museu Nacional da Imprensa, em Junho, aquando das Festas do S. João.

Várias centenas de milhares de visitantes já visitaram as doze edições do PortoCartoon realizadas nas instalações do Museu Nacional da Imprensa, e nas diferentes cidades por onde passaram as exposições, incluindo Argentina, Brasil, França, Espanha e México
 


GRANDE PRÈMIO
Zygmunt Zaradkiewicz – POLÓNIA - "MY CASTLE"


2º PRÉMIO
PLANTU – FRANÇA – TEMA LIVRE – S/ Título

3º PRÉMIO
FERNANDO SARAIVA – PORTUGAL – "HOMEM DIGITAL" (ESCULTURA) - TEMA



^
 

  

Museu da Imprensa e INTERCOM
lançam concurso luso-brasileiro de humor

Ficha de Inscrição Regulamento

O Museu Nacional da Imprensa (MNI) e a Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação-INTERCOM acabam de lançar o Concurso Luso-Brasileiro de Cartum Universitário.

Trata-se de um certame sem tema definido e que visa fortalecer as relações universitárias entre Brasil, Portugal e demais países de idioma português, através da linguagem universal do humor, privilegiando o uso das tecnologias multimédia, designadamente a Internet.

Os concorrentes podem apresentar trabalhos até 30 de Maio, em diferentes

categorias do humor gráfico: charge, caricatura, tiras em quadrinhos e cartum.

De acordo com o regulamento, o Concurso Luso-Brasiliero de Cartum Universitário destina-se a estudantes de graduação e pós-graduação inscritos em qualquer instituição de Ensino Superior do Brasil, de Portugal ou dos demais países de idioma português. Os desenhos devem ser obrigatoriamente enviados em suporte digital, para os seguintes endereços eletrónicos: www.museudaimprensa.pt e www.intercom.org.br.


^

  

Aeroporto do Porto apresenta Humor
Cartoons contra Desigualdades 




 

O Museu Nacional da Imprensa apresenta até 15 de Junho, no Aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto, a exposição de humor europeu "Desigualdades, Discriminações e Preconceitos".

Na mostra estão caricaturados diversos tipos de discriminações, preconceitos e estereótipos que todos os dias afectam milhares de pessoas, pela não-aceitação da diversidade e pela violação dos seus direitos.

Esta exposição apresenta os premiados, as menções honrosas e os melhores trabalhos do Concurso Europeu de Cartoon "Desigualdades, Discriminações e Preconceitos", organizado pelo Museu Nacional da Imprensa, no âmbito do Ano Europeu da Igualdade de Oportunidades para Todos.

Estão representados desenhos de artistas de países tão diversos como Alemanha, Azerbeijão, Bélgica, Bulgária, Espanha, França, Inglaterra, Moldávia, Polónia, Portugal, Turquia ou Ucrânia, entre outros.

Dos trabalhos expostos, merecem natural destaque os premiados e, pela sua originalidade, a menção honrosa atribuída a Agostinho Santos. O conhecido jornalista e pintor concebeu um envelope que quando fechado é uma forma de "adoração à mulher objecto" título do seu trabalho.
 


^

  

Museu da Imprensa
leva a Coimbra
"Obama com humor"

Uma centena de cartoons dedicados ao Presidente dos EUA vai estar patente em Coimbra, no Dolce Vita, de 10 a 27 de Janeiro.

Trata-se de uma mostra do Museu Nacional da Imprensa (MNI) intitulada "Obama com Humor" e participada por dezenas de caricaturistas de todo o mundo. As obras são de artistas consagrados de vários países como o Brasil, Colômbia, Indonésia, Irão, Espanha, Inglaterra, EUA, México, Roménia, Rússia, Sérvia e Uruguai, além de Portugal. Contribuíram também artistas que habitualmente participam no PortoCartoon e noutras iniciativas do MNI ligadas ao humor gráfico, numa linha de reforço da dimensão do "Porto, Capital do Cartoon".
Esta exposição corresponde a uma parte da mostra virtual que conta com cerca de 250 obras patentes no Museu Virtual do Cartoon (http://www.cartoonvirtualmuseum.org).




^

 

Festa da Caricatura
na Praça da Liberdade

O PortoCartoon-World Festival voltou à 'baixa portuense' com a Festa da Caricatura, nos dias 26 e 27 de Junho, na Praça da Liberdade, entre as 15 e as 19 horas.
Vários caricaturistas nacionais e estrangeiros, designadamente os principais premiados da edição deste ano, estiveram presentes para fazerem um 'boneco humorístico' a quem quisesse posar para eles.
Os cidadãos tiveram também a oportunidade de contactar pessoalmente
com o cartunista polaco Jerzy Gluszek, vencedor do Grande Prémio, com Mahmood Azadnia (Irão) e Stefaan Provijn (Bélgica), segundo e terceiro prémios, respectivamente. Outros artistas da Escócia, Bélgica, Brasil e Espanha, além de Portugal, participaram nesta Festa da Caricatura, com a qual o Museu Nacional da Imprensa pretende contribuir para a internacionalização das festas sanjoaninas.
O tema deste ano – Aviões e Máquinas Voadoras – permitiu a mais larga participação de sempre em países (72) e em esculturas humorísticas.


 

 

 

Rua do PortoCartoon

Antes do início da festa, a Rua das Galerias de Paris recebeu uma designação nova e provisória: Rua do PortoCartoon 2010. Os cartunistas presentes na edição deste ano "inauguraram" a rua às 12,30, permanecendo no local até à hora do início da festa da caricatura.
As lojas da rua aderiram à iniciativa e vão mostrar o "riso do mundo", através da apresentação de diferentes desenhos no seu interior.
Todos os anos, em articulação com a Câmara Municipal do Porto, será eleita uma artéria da Baixa como Rua do PortoCartoon. O processo abre-se com a emblemática Rua das Galerias de Paris, dada a sua importância na nova animação citadina.



Bartolomeu no Metro
Escultura na Ribeira


Além da Rua do Portocartoon, a instalação de um grande painel na estação do Metro de Faria Guimarães e de uma escultura na zona da Ribeira reforçam a proclamação internacional do Porto como Capital do Cartoon, feita em 2008. O painel do artista brasileiro Spacca evoca o 'padre voador' Bartolomeu de Gusmão que, há 300 anos, fez subir em Lisboa o seu aeróstato. Trata-se de uma banda desenhada feita expressamente para o Metro, no âmbito de uma Protocolo que liga o PortoCartoon ao Salão Internacional de Piracicaba (S. Paulo), um dos mais antigos do mundo e o mais importante de toda a América Latina.
A escultura, da autoria de Zulmiro de Carvalho, foi inaugurada dia 26, ao final da tarde, na zona fronteiriça à Igreja de S. Francisco, com a presença dos artistas estrangeiros. Trata-se de uma peça em ferro, desenhada a partir do cartoon de Grande Prémio, de Jerzy Gluszek, da Polónia, e insere-se na matriz da "capital do cartoon'. A organização pretende que, no futuro, se crie um roteiro turístico à volta do humor do PortoCartoon, já que todos os anos são feitas esculturas baseadas nos trabalhos vencedores.

A internacionalização do PortoCartoon reforça-se ainda com a exposição "Humor Polaco" que abriu no dia 25, no Dolce Vita Porto. São cerca de 100 trabalhos de Zygmunt Zaradkiewicz, vencedor do "Prémio do Público" de 2009, com o "jantar de crise", em resultado da votação de cibernautas e visitantes da exposição dedicada ao tema das "Crises".
Para a votação deste ano já está activa, no Museu Virtual do Cartoon (www.cartoonvirtualmuseum.org), a urna electrónica que permite a participação de qualquer cibernauta.




^

 

PortoCartoon voa alto
a partir de 23 de Junho


 

 

 

 

O XII PortoCartoon-World Festival abriu oficialmente no dia 23 de Junho, na Galeria Internacional do Cartoon, do Museu Nacional da Imprensa, com o tema "Aviões e Máquinas Voadoras", em homenagem ao pioneirismo deBartolomeu de Gusmão.

A sessão inaugural contou com a presença dos premiados que receberam os respectivos prémios e troféus, desenhados por Siza Vieira. Na altura foi aberta ao público a exposição que reúne cerca de 400 cartoons vindos de todo o mundo. Distribuídos por 800m2, entre a Galeria Internacional do Cartoon e a Galeria de Exposições Temporárias, podem ser vistos além dos três trabalhos premiados, as 18 menções honrosas atribuídas e os melhores desenhos concorrentes ao festival seleccionados pelo Júri internacional.

O cartunista polaco Jerzy Gluszek foi o vencedor do Grande Prémio, seguido por Mahmood Azadnia, do Irão, e Stefaan Provijn, da Bélgica, segundo e terceiro prémios, respectivamente. A elevada qualidade dos trabalhos levou o júri internacional do concurso a atribuir ainda 18 menções honrosas a artistas de 11 países: Alemanha, Argentina, Bélgica, Brasil (3), Cuba, Escócia, França, Irão (2), Portugal (3), Roménia e Turquia (3).

A organização registou a participação de 600 humoristas de 72 países, com cerca de 2100 desenhos. O Irão é o país com mais participantes - mais de 90 cartunistas, com 322 desenhos - logo seguidos do Brasil, Turquia, Roménia, Sérvia e da China. Especial destaque merece a participação de 45 mulheres, 16 das quais são do Irão, e a apresentação de várias peças escultóricas.

O PortoCartoon afirma-se assim como um espaço de excelência de humor mundial e é considerado pela Federação Internacional de Organizações de Cartoon, um dos três principais festivais de desenho humorístico do mundo. Todos os anos é visto por milhares de visitantes no Museu Nacional da Imprensa e por diferentes locais por onde se estende a exposição.

O júri internacional do concurso foi presidido po Georges Wonlinski (França) na qualidade de Presidente; Peter Nieuwendijk (Holanda) Presidente-Geral da FECO; Xaquín Marin, ex-Director do Museo de Humor de Fene (Espanha); Luís Mendonça, representante da Faculdade de Belas Artes do Porto e Luís Humberto Marcos, Director do Museu Nacional da Imprensa.

A edição deste ano do PortoCartoon-World Festival reforça a proclamação do Porto como "Capital do Cartoon" feita em 2008, em dez línguas diferentes, diante de um pequeno monumento de Siza Vieira implantado, na Avenida dos Aliados.

O XII PortoCartoon tem como mecenas a Caixa Geral de Depósitos e pode ser visto até 31 de Dezembro, no horário habitual do Museu: todos os dias, incluindo domingos e feriados, das 15h às 20h.


^

 

PortoCartoon
em Cantanhede

Está patente, desde o dia 5 de Maio, na Casa da Cultura de Cantanhede, a exposição do PortoCartoon-World Festival sobre "Direitos Humanos".

A mostra reúne mais de duas centenas de cartoons sobre o tema, nomeadamente os trabalhos premiados no X PortoCartoon e os trabalhos seleccionados pelo júri internacional do festival.

Nesta iniciativa subordinada ao tema "Direitos Humanos", o público poderá apreciar os trabalhos premiados, entre os quais se destaca o "Grande Prémio" - "A Chama Olímpica" – do cartunista português Augusto Cid.

Patentes estarão também as menções honrosas e alguns dos melhores desenhos como a caricatura de "Dalai Lama", feita por António Santos (Menção Honrosa), na Casa da Cultura de Cantanhede de outros galardoados dos seguintes países: Azerbeijão, Bélgica, Brasil, Colômbia, Coreia do Sul, Espanha, França, Inglaterra, México, Polónia e Turquia.

Os desenhos expostos pretendem alertar, com humor e sátira, para a contínua violação dos Direitos Humanos em pleno séc. XXI

A divulgação do último relatório da Amnistia Internacional reforça a pertinência deste tema tratado por cerca de 500 artistas, de 70 países participantes no PortoCartoon (em 2008), certame que coloca Portugal no pódio do humor mundial.

A exposição pode ser vista até finais de Junho na Casa da Cultura de Cantanhede, pertencente à autarquia local.


 


^

  

Artista moldavo
Vence Concurso
Europeu de Cartoon



O cartunista Valeriu Kurtu, da Moldávia, conquistou o Primeiro Prémio do III Concurso Europeu de Cartoon, subordinado ao tema "Criatividade e Inovação". O segundo prémio desta iniciativa organizada pelo Museu Nacional da Imprensa (MNI) foi atribuído a Plantu, grande figura do jornal francês "Le Monde", e o terceiro a Alessandro Gatto, da Itália.
O português Santiagu (António dos Santos) ganhou uma menção honrosa, com uma caricatura de Siza Vieira.

Registou-se a participação de mais de uma centena de humoristas de 30 países, com cerca de 350 desenhos. A Turquia é o país com mais participantes, logo seguido da Roménia, Espanha, Rússia, Eslováquia e Polónia.

A apreciação dos trabalhos concorrentes foi feita por um Júri internacional presidido por Peter Nieuwendijk, Presidente-Geral da FECO, e que integrou Xaquin Marín, ex-Director do Museo de Humor de Fene (Espanha) e Luís Humberto Marcos, Director do Museu Nacional da Imprensa.

A elevada qualidade dos desenhos levou o Júri a atribuir mais seis Menções Honrosas a artistas da Bélgica, Espanha, França, Itália, Roménia e Ucrânia.

Este concurso internacional iniciou-se em 2007, com o tema "Desigualdades, Discriminação e Preconceitos" e enquadra-se na linha de trabalho que o MNI tem vindo a desenvolver, no âmbito da promoção do desenho de humor, cuja expressão mais forte é o PortoCartoon-World Festival, iniciado em 1999.

A posição deste certame no pódio do humor mundial e a organização do Concurso Europeu de Cartoon, sempre subordinado aos temas anuais da União Europeia, reforçam a designação do Porto como "Capital do Cartoon", feita internacionalmente em 2008.

O IV Concurso Europeu de Cartoon/European Cartoon Contest será subordinado Ano Europeu do "Combate à Pobreza e à Exclusão Social".


  Menção Honrosa - Ludo Goderis - Bélgica

  Menção Honrosa - Agim Sulaj - Itália

Menção Honrosa - Kazanevsky - Ucrânia


1º Prémio Valeriu Kurtu - Moldávia

   2º Premio Plantu - França

3º Prémio - Alessandro Gatto - Itália

Menção Honrosa - Mihai Ignat - Roménia


  Menção Honrosa - António Santos - Portugal

  Menção Honrosa - Napo - França

  Menção Honrosa - Harca - Espaha


^

  

Cartunista da Polónia
vence o XII PortoCartoon



Jerzy Gluszek, da Polónia, foi o vencedor do Grande Prémio do XII PortoCartoon-World Festival, organizado pelo Museu Nacional da Imprensa, subordinado ao tema "Aviões e Máquinas Voadoras".
O segundo Prémio foi atribuído a Mahmood Azadnia, do Irão e o terceiro a Stefaan Provijn, da Bélgica.
O tema escolhido teve por objectivo homenagiar o pioneirismo de Bartolomeu de Gusmão que em 1709 fez subir o seu aeróstato, em Lisboa.
A elevada qualidade dos trabalhos, levou o júri internacional a atribuir ainda 18 Menções Honrosas a artistas de 11 países: Alemanha, Argentina, Bélgica, Brasil (3), Cuba, Escócia, França, Irão (2), Portugal (3), Roménia e Turquia (3).
A organização registou a participação de seiscentos humoristas de 71 países, com cerca de 2100 desenhos. O Irão é o país com mais participantes - mais de 90 cartunistas, com 322 desenhos - logo seguidos do Brasil, Turquia, Roménia, Sérvia e da China. Especial destaque merece a participação de 45 mulheres, 16 das quais são do Irão, e a apresentação de vérias peças escultóricas.
O PortoCartoon-World Festival é considerado pela FECO (Federation of Cartoonists' Organizations), um dos três principais festivais de desenho humorístico do mundo, o que coloca Portugal no pódio dos concursos de Humor.
O Júri internacional do XII PortoCartoon foi presidido por Georges Wolinski (França) e integrou ainda: Peter Nieuwendijk, Presidente-geral da Feco (Holanda); Xaquín Marín, ex-Director do Museo de Humor de Fene (Espanha); Luís Mendonça, Representante da Faculdade de Belas Artes do Porto e Luís Humberto Marcos, director do PortoCartoon e do Museu Nacional da Imprensa.
Os vencedores do XII PortoCartoon receberão os troféus e os prémios durante a cerimónia de abertura da exposição que decorrerá nas instalações do Museu Nacional da Imprensa, em Junho, aquando das Festas do S. João.
Várias centenas de milhares de visitantes já visitaram as onze edições do PortoCartoon realizadas nas instalações do Museu Nacional da Imprensa, e nas diferentes cidades por onde passaram as exposições, incluindo Argentina, Brasil, França, Espanha e México.


1º Prémio
Jerzy Gluszek – Polónia – In the air tonight"


2º Prémio
Mahmood Azadina – Irão – Air Bus


3º Prémio
Stefaan Provijn – Bélgica – "A plane built on hope"


^

    

XI PortoCartoon-World Festival
'Jantar da crise' vence
Prémio do Público



Zygmunt Zaradkiewicz, cartunista e ilustrador polaco, foi o vencedor do "Prémio do Público" do XI PortoCartoon-World Festival, subordinado ao tema das "Crises".

A votação decorreu entre Julho e Dezembro e os milhares de votantes destacaram o humor surrealista de Zaradkiewicz, participante habitual do PortoCartoon, com uma diferença de 30 votos, aproximadamente.

Os visitantes que passaram pelos vários locais da exposição (Museu Nacional da Imprensa, Aeroporto do Porto e sede da CGD) e os cibernautas escolheram o desenho de Zaradkiewicz que obtivera o 3º lugar na votação do Júri Internacional do certame, seguido dos trabalhos de António Santos "Santiagu" (Portugal) e Mihai Ignat (Roménia), vencedor do Grande Prémio. A participação dos cibernautas foi feita através da "montra" existente no Museu Virtual do Cartoon (www.cartoonvirtualmuseum.org) .

O cartoon de Zaradkiewicz, uma pintura em pastel e lápis, tem um título muito simples: "Jantar da crise".

Esta foi a quarta edição do "prémio do público" lançado em 2006 e, tal como as anteriores, implica que o vencedor seja convidado a fazer uma "exposição antológica" sobre a sua obra, no próximo PortoCartoon. Nas edições anteriores ganharam Guo Zhong, da China, Ludo Goderis, da Bélgica, e Ronaldo, do Brasil.

A exposição antológica do artista polaco será aberta no final de Junho, durante o XII PortoCartoon, edição que tem como tema "Aviões e Máquinas Voadoras", em homenagem ao pioneirismo de Bartholomeu de Gusmão. Na mesma altura, durante as festas sanjoaninas, será colocada uma nova escultura humorística na "baixa" do Porto, em reforço da proclamação, feita em 2008, do Porto como "Capital do Cartoon".

Recorda-se que a escultura colocada em 2009 no Castelo do Queijo é precisamente alusiva ao Grande Prémio de Ignat.

 

 


Prémio do Público - Zygmunt Zaradkiewicz
"Jantar da Crise"


António Santos ("Santiagu")
Papa Bento XVI


Mihai Ignat
sem título


^

 


 

Aviões entram no humor mundial
PortoCartoon 2010
evoca a 'passarola'

A "passarola" de Bartholomeu de Gusmão (1709) vai ser vir de mote para o PortoCartoon - World Festival de 2010, cujo tema se centra em "Aviões e máquinas voadoras".
O convite à participação acaba de ser lançado aos cartunistas de todo o mundo, evocando a data da primeira experiência precursora da navegação aérea, desenvolvida em Lisboa, no reinado de D. João V, e tem presente o impacto da aviação na actualidade. Bartholomeu de Gusmão, natural de Santos, S. Paulo, Brasil, protagonizou a primeira experiência com um aeróstato de ar quente no mundo, facto que serviu de motor à exploração do espaço pelo homem. Durante os 300 anos subsequentes, a história da aviação encheu-se de momentos de diferentes tonalidades: dramáticos, festivos, hilariantes, ou simplesmente fantásticos.
Como se pode ler no Regulamento do PortoCartoon 2010, "a história está cheia de momentos dramáticos e hilariantes com aviões e máquinas voadoras" e "a política também se joga no ar, de onde se lançam bombas e gases que destroem o planeta".

Esta será a décima segunda edição de uma iniciativa do Museu Nacional da Imprensa que tem estado no pódio do cartoon mundial e que começou em 1998 precisamente com o tema das "Descobertas".

Georges Wolinski, um dos mais credenciados cartunistas da actualidade, voltará a ser o presidente do Júri, reforçando assim a qualidade selectiva que tem sido apanágio do PortoCartoon.
No conjunto das onze edições anteriores participaram mais de 4.500 cartunistas, de uma centena de países.
O PortoCartoon tem tido a particularidade de a cada ano ser subordinado a um tema de grande relevo internacional. A última edição foi dedicada às Crises e dos anteriores poderemos destacar: a Água, a Mudança de Século/Milénio, o Desporto, Gutenberg, a Globalização e os Direitos Humanos.

A Caixa Geral de Depósitos tem sido o mecenas oficial do PortoCartoon-World Festival.


^

  

PortoCartoon em Lisboa (CGD)
Humor mundial
Mostra "Crises"

Está patente na sede da Caixa Geral de Depósitos (Lisboa), até 30 de Outubro, a exposição "PortoCartoon: As Crises", organizada pelo Museu Nacional da Imprensa. A mostra reúne 60 cartoons sobre o tema "As Crises", nomeadamente os trabalhos premiados no XI PortoCartoon e os melhores desenhos seleccionados pelo júri internacional do festival presidido por George Wolinski.

Os cartoons patentes correspondem a uma selecção da exposição original, com cerca de 400 obras de todo o mundo, que continua a ser apresentada na Galeria Internacional do Cartoon (MNI).

Público pode votar

Esta exposição é acompanhada de uma urna para recolha de votos para o Prémio do Público. Tendo em vista a escolha do melhor desenho na opinião do público, estão, assim, a funcionar três urnas, duas das quais no Aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto, e no Museu Nacional da Imprensa. Esta votação pública foi estabelecida em 2006, tendo havido já três vencedores de continentes diferentes: Ludo Goderis (Bélgica), Ronaldo (Brasil) e Guo Zhong ( China).

Organizado anualmente pelo Museu Nacional da Imprensa com o patrocínio oficial da Caixa Geral de Depósitos (CGD), o PortoCartoon é considerado, pela Federação Internacional de Cartunistas (FECO), um dos principais festivais de humor do mundo. Teve uma exposição patente em Piracicaba (S. Paulo) e, também recentemente, em França, no Festival de St Juste-le-Martel.


 

 


^

 

Museu Nacional da Imprensa
Concurso Europeu de Cartoon - "Criatividade e Inovação"
 

O Museu Nacional da Imprensa está a lançar internacionalmente a 3ª edição do Concurso Europeu de Cartoon, no âmbito da proclamação de 2009 como o Ano Europeu da Criatividade e Inovação.
O concurso é dirigido exclusivamente a autores europeus, independentemente de fazerem parte ou não dos 27 países integrantes da União Europeia.
A temática da Comissão Europeia serve de oportunidade para o reforço de competências e de acções que estimulem o aproveitamento da criatividade e da inovação, entendidas como factores essenciais de um sustentável desenvolvimento económico e social.

Esta iniciativa integra-se no trabalho que o museu da cidade do Porto tem vindo a desenvolver no âmbito do desenho de humor. Além do PortoCartoon, o Museu Nacional da Imprensa promoveu em 2007 e 2008 o Concurso Europeu de Cartoon, sob os temas "Desigualdades, Discriminações e Preconceitos" e "Diálogo Intercultural", respectivamente. Recorda-se que o Porto foi proclamado, em 2008, "Capital do Cartoon" e que, neste contexto, são implantadas anualmente na cidade esculturas com desenhos vencedores do PortoCartoon-World Festival.
Em 2007, o livro editado pelo museu, sobre a primeira edição do Concurso Europeu de Cartoon, ganhou o prémio de MELHOR INFORMAÇÃO do Ano Europeu da Igualdade de Oportunidades para Todos, atribuído pela União Europeia.
O concurso dedicado à criatividade e inovação está a ser divulgado para todo o mundo através do Museu Virtual do Cartoon www.cartoonvirtualmuseum.org,
  entidade criada e gerida pelo Museu Nacional da Imprensa. Os trabalhos concorrentes devem ser remetidos para a sede do Museu Nacional da Imprensa (E. N. 108 nº 206, 4300-316 Porto) até 30 de Setembro.
Os vencedores das edições anteriores foram Ludo Goderis, da Bélgica, e Musa Gumus, da Turquia.


^

  

Museu Nacional da Imprensa
XI PortoCartoon: Crises
 

O XI PortoCartoon-World Festival está patente ao público, na Galeria Internacional do Cartoon, do Museu Nacional da Imprensa. O tema deste ano é "CRISES".
 


 
 


Distribuídos por 800 m2, entre a Galeria Internacional do Cartoon e a Galeria de Exposições Temporárias, poderão ser vistos além dos três trabalhos premiados, as onze menções honrosas atribuídas e os melhores desenhos concorrentes ao festival. No seu todos são cerca de 400 cartoons vindos de todo o mundo.
 
O cartunista romeno Mihai Ignat foi o vencedor do Grande Prémio. O segundo prémio foi atribuído a Augusto Cid, e o terceiro a Zygmunt Zaradkiewicz, da Polónia.
A elevada qualidade dos trabalhos, levou o júri internacional do concurso a atribuir ainda 11 Menções Honrosas a artistas de dez países: Austrália, Bulgária, Coreia do Sul, França, Inglaterra, Itália (2) Irão, Polónia, Rússia, Turquia e Ucrânia. 

Meio milhar de humoristas, de 70 países, enviaram cerca de 2000 desenhos ao XI  PortoCartoon, subordinado ao tema "Crises". 
O Brasil é o país com mais participantes – mais de 50 cartunistas, com cerca 200 desenhos – logo seguido do Irão, Turquia, Roménia, Portugal e da China.
O PortoCartoon afirma-se assim como um espaço de excelência do humor mundial. É considerado pela Federação Internacional de Organizações de Cartoon, um dos três principais festivais de desenho humorístico do mundo.

O júri internacional do concurso foi presidido por Georges Wolinski (França) e integrou entre outros membros; Peter Nieuwendijk, Presidente da FECO-Federation of Cartoonists Organisations; Xaquin Marin, director honorário do Museo de Humor de Fene (Espanha); Luís Mendonça, representante da Faculdade de Belas Artes do Porto; Nuno Carvalho, da Direcção-Geral da Artes, em representação do Ministério da Cultura; e Roberto Merino, encenador chileno.

O XI PortoCartoon tem como mecenas exclusivo a Caixa Geral de Depósitos e pode ser visto até 31 de Dezembro, no horário habitual do museu: todos os dias (incluindo domingos e feriados) das 15h às 20h.
O Museu Nacional da Imprensa está instalado na cidade do Porto, a montante da Ponte do Freixo e a cinco minutos da Estação CP/Metro de Campanhã.
 
Festa da Caricatura
na Praça da Liberdade


A Festa da Caricatura do Museu Nacional da Imprensa voltou este ano à Praça da Liberdade, integrada no XI PortoCartoon-World Festival.
A iniciativa realizou-se nos dias 20 e 21 de Junho, véspera do S. João do Porto, em parceria com a Porto Lazer e a Câmara Municipal do Porto.
A "Festa" decorreu em espaços próprios, durante as tardes de sábado e domingo. Pelo quarto ano consecutivo, a Baixa do Porto teve uma animação especial.
O público teve a oportunidade de contactar com artistas nacionais e estrangeiros, nomeadamente os premiados do XI PortoCartoon, ver fazer caricatura ao vivo e levar para casa o seu "retrato".


 

 

 

 

 

 

 

 

 


^

  

Museu Nacional da Imprensa
Porto Capital do Cartoon:
"Crise" de IGNAT
passa a escultura pública

Foi inaugurada do dia 22 de Junho, na Rotunda do Castelo do Queijo, cidade do Porto, uma escultura com o Grande Prémio do PortoCartoon 2009. Trata-se de uma peça feita em ferro pelo artista plástico Acácio de Carvalho, baseada no desenho de Mihai Ignat (cartunista romeno), vencedor do XI PortoCartoon-World Festival.

Esta é a segunda peça de um "roteiro do humor" que o Museu Nacional da Imprensa propôs à Câmara Municipal do Porto, no âmbito da proclamação feita em 2008 do Porto-Capital do Cartoon. Há um ano, durante a proclamação feita em dez línguas diferentes, por representantes de diversos países, foi descerrada, na Avenida dos Aliados, a primeira peça daquele "roteiro", da autoria do arquitecto Siza Vieira.

De acordo com o projecto, ano após ano será colocado um cartoon em diferentes locais da cidade.

A sessão no Castelo do Queijo contou com a presença do vereador Lino Ferreira, representante do Presidente da Câmara Municipal do Porto, e do cartunista de Mihai Ignat, além de Acácio de Carvalho e de diversos artistas participantes do PortoCartoon deste ano .

O desenho inscrito na escultura faz humor sobre as "Crises", tema que constitui a marca do XI PortoCartoon, organizado pelo Museu Nacional da Imprensa.


Mihai Ignat dentro da escultura inspirada no seu cartoon


Vereador da CMP Lino Ferreira e Luís Humberto Marcos com...

 ...Mihai Ignat e Acácio de Carvalho.

 Entidades e cartunistas junto da escultura

 


^

  

Museu Nacional da Imprensa
Cartoon Europeu no Rossio
Dezenas de desenhos sobre o Diálogo Intercultural

Está patente ao público na Estação do Rossio, em Lisboa, a exposição europeia de cartoon "Diálogo Intercultural", organizada pelo Museu Nacional da Imprensa, com a colaboração da ACIDI.

A mostra é composta por mais de 130 desenhos e insere-se na Semana da Diversidade, iniciativa da ACIDI.

Durante a sessão inaugural far-se-á a entrega dos prémios aos vencedores do concurso: Musa Gumus (Turquia), vencedor do 1º prémio e de uma Menção Honrosa; Alessandro Gatto (Itália), do 2º prémio; e Heino Partanen (Finlândia), do 3º Prémio. Serão igualmente contemplados os autores das menções honrosas: Luc Vernimmen (Bélgica); David Vela (Espanha); Cristian Topan, Mihai Ignat e Pavel Constantin (Roménia); e Ahmet Aykanat e Oguz Gurel (Turquia).


O Concurso Europeu de Cartoon do "Diálogo Intercultural" foi organizado pelo Museu Nacional da Imprensa, no âmbito do Ano Europeu do Diálogo Intercultural (2008), e dirigiu-se exclusivamente a cartunistas europeus.

A selecção dos trabalhos que integram a exposição coube a um Júri internacional presidido pelo famoso George Wolinski (Paris Match, Charlie Hebdo e Journal du Dimanche) e que integrou também a presidente da FECO, Marlene Pohle, e um representante do Comissariado para Imigração e Diálogo Intercultural.
Os desenhos que integram a exposição foram enviados por artistas de 23 países europeus, tão diversos entre si como Alemanha, Azerbeijão, Bulgária, Espanha, Finlândia, Itália, Inglaterra, Holanda, Polónia, ou Rússia entre outros.

A Turquia é o país com mais desenhos patentes na mostra do Rossio. Grécia, Portugal, Roménia e Rússia também se destacam pela quantidade de artistas presentes.

Este concurso internacional iniciou-se em 2007, com o tema "desigualdades, discriminação e preconceitos" e enquadra-se na linha de trabalho que o Museu Nacional da Imprensa tem vindo a desenvolver no âmbito da promoção do 'cartoon', cuja expressão mais evidente é o PortoCartoon-World Festival, considerado pela Federação Internacional de Cartunistas (FECO) um dos três principais certames de desenho humorístico do mundo. O Catálogo sobre o tema de 2007 foi reconhecido como "o melhor produto de informação da União Europeia" sobre a temática da discriminação.

O catálogo do concurso de 2008 reune os 134 trabalhos premiados e seleccionados pelo Júri e contem um prefácio de Jorge Sampaio, na qualidade de Alto Representante das Nações Unidas para a Aliança das Civilizações.
A exposição "Diálogo intercultural" vai estar patente ao público, com o apoio da INVESFER e da REFER, na Estação do Rossio, até 5 de Junho. Entrada Livre.


 

 

 

 


^

 

Museu Nacional da Imprensa
Evocação de Gutenberg
com humor internacional

O Museu Nacional da Imprensa tem patente desde 3 de Maio, em Câmara de Lobos, Madeira, uma exposição virtual sobre "Gutenberg no Cartoon Internacional", com o apoio da Câmara Municipal local.
Trata-se de um conjunto de 50 desenhos de vários cartunistas que têm participado no PortoCartoon-World Festival, um dos mais importantes concursos mundiais de humor, cuja organização é da responsabilidade daquele museu.
A exposição, dedicada ao "pai da imprensa", apresenta-se com recurso a três projectores e decorre numa grande cave da Biblioteca de Câmara de Lobos que foi inaugurada naquele mesmo dia 3 de Maio. O local da exposição está cenografado com grandes painéis alusivos a Gutenberg e aos primeiros jornais madeirenses.
Os cartoons expostos mostram diferentes técnicas plásticas aliadas ao humor e à sátira, sempre presentes no cartoon e na caricatura. Os desenhos evidenciam ainda a importância da "descoberta" da imprensa de caracteres móveis, a evolução da mesma ao longo dos séculos e a importância que detém nos nossos dias.
Os desenhos pertencem a cartunistas de vários países: Alemanha, Argentina, Bélgica, China, Colômbia, Croácia, Espanha, Inglaterra, Irão, Rússia, Roménia e Turquia.
Com esta presença na Madeira, o Museu Nacional da Imprensa, com sede no Porto, prossegue a sua política de descentralização cultural. Nesta linha, é bem possível que, no futuro, a mesma cave da exposição venha a ser o "Espaço Gutenberg" da Madeira, na base de um projecto que tem cerca de dez anos.


 

 


^

 

Museu Nacional da Imprensa
Cartunista da Roménia
vence o XI PortoCartoon

Mihai Ignat da Roménia foi o vencedor do Grande Prémio do XI PortoCartoon-World Festival, organizado pelo Museu Nacional da Imprensa.

O segundo prémio foi atribuído a Augusto Cid (Portugal) e o terceiro a Zygmunt Zaradkiewicz, da Polónia.

As "Crises" foi o tema escolhido para esta edição.

A elevada qualidade dos trabalhos, levou o júri internacional a atribuir ainda 11 Menções Honrosas a artistas de 10 países: Austrália, Bulgária, Coreia do Sul, França, Irão, Itália (2), Polónia, Rússia, Turquia e Ucrânia.

A organização registou a participação de meio milhar de humoristas, de 70 países, com cerca de 2000 desenhos. O Brasil é o país com mais participantes – mais de 50 cartunistas, com cerca 200 desenhos – logo seguidos do Irão, Turquia, Roménia, Portugal e da China.
 
O PortoCartoon-World Festival é considerado pela FECO (Federation of Cartoonists' Organisations), um dos três principais festivais de desenho humorístico do mundo, o que coloca Portugal no pódio dos concursos internacionais de caricatura.

O júri internacional do XI PortoCartoon foi presidido por Georges Wolinski, (França) e integrou ainda: Peter Nieuwendijk, Secretário-geral da FECO (Holanda); Xaquin Marin, Director-honorário do Museo de Humor de Fene (Espanha); Roberto Merino, encenador (Chile); Nuno Carvalho, representante do Ministério da Cultura; Luís Mendonça, Representante da Faculdade de Belas Artes do Porto e Luís Humberto Marcos, director do Museu Nacional da Imprensa.

A Caixa Geral de Depósitos é o mecenas oficial deste certame, inaugurado em 1998, pelo então Presidente da República, Jorge Sampaio.




Grande Prémio - Mihai Ignat – Roménia
s/ título

2º Prémio - Augusto Cid – Portugal
s/ título


3º Prémio - Zygmunt Zaradkiewicz - Polónia
Título: "Crisis Dinner"


^

  
Museu Nacional da Imprensa
Galeria "Obama com humor"
 

"Obama com humor" é a nova galeria virtual que pode ser visitada, desde 19 de Janeiro, no Museu Virtual do Cartoon , uma instituição do Museu Nacional da Imprensa.
Esta nova galeria reúne, em duas salas virtuais, mais de 120 cartoons de dezenas de cartunistas, convidados expressamente para figurarem neste novo espaço virtual. Contribuíram também artistas que habitualmente participam no PortoCartoon e noutras iniciativas do MNI ligadas ao humor gráfico, constituindo um reforço da dimensão do "Porto, Capital do Cartoon".
Muitas das caricaturas patentes em "Obama com Humor" são de autores consagrados de vários países como o Brasil, Colômbia, Indonésia, Irão, Inglaterra, México, Roménia, Rússia, Sérvia e Uruguai.


^

  
Museu Nacional da Imprensa
Artista chinês vence
"Prémio do Público"

Guo Zhong, cartunista e professor em Tianjin (China) foi o vencedor do "Prémio do Público" do X PortoCartoon-World Festival, subordinado ao tema dos "Direitos Humanos".

Os visitantes que passaram pelos vários locais da exposição (Museu Nacional da Imprensa, Aeroporto do Porto e sede da CGD) e os cibernautas escolheram o desenho de Zhong (com 2136 votos), deixando a uma larga distância os trabalhos de Luís Veloso (211 votos) e Augusto Cid (194 votos). A participação dos cibernautas foi feita através da "montra" existente no Museu Virtual do Cartoon.
 
A votação terminou no dia 31 de Dezembro, contou com cerca de 4.500 boletins e a participação quase duplicou em relação a 2007.

Esta foi a terceira edição do "prémio do público" iniciado em 2006 e, tal como as anteriores, implica que o vencedor seja convidado a fazer uma "exposição antológica" sobre a sua obra, no próximo PortoCartoon. Nas edições anteriores ganharam Ludo Goderis, da Bélgica, e Ronaldo, do Brasil.
 
O cartoon de Zhong estava no lote dos trabalhos finalistas seleccionados pelo Júri internacional presidido pela líder da FECO, Marlene Pohle, e mostra um polícia no cimo de uma escada, entre as nuvens, a pintar uma grade, semelhante às das prisões, tapando a luz do sol.

O PortoCartoon, que elegeu "As Crises" como tema para 2009, é organizado pelo Museu Nacional da Imprensa e tem a Caixa Geral de Depósitos como mecenas exclusivo.


Guo Zhong
China - s/ título


^

 
Museu Nacional da Imprensa
Cartunista Turco
vence Concurso Europeu


 
O cartunista Musa Gumus, da Turquia, conquistou o Primeiro Prémio do Concurso Europeu de Cartoon, com um trabalho denominado EU (European Union). O segundo prémio desta iniciativa do Museu Nacional da Imprensa foi atribuído a Alessandro Gatto, da Itália e o terceiro a Heino Partanen, da Finlândia.
  
O Alto Representante da ONU para a Aliança das Civilizações Jorge Sampaio, O Ministro da Presidência Pedro Silva Pereira, O Secretário de Estado do Conselho de Ministros Jorge Lacão e a Alta Comissária para a Imigração e Diálogo Intercultural Rosário Farmhouse, apreciaram os trabalhos premiados no dia 18 de Dezembro à noite no átrio do Teatro Camões, onde decorreu o espectáculo de encerramento do Ano Europeu do Diálogo Intercultural.
 
A selecção dos trabalhos concorrentes foi feita por um Júri internacional presidido por George Wolinski e que integrou a presidente da FECO, Marlene Pohle; Helena Gelpi, representante do Comissariado para Imigração e Diálogo Intercultural; Xaquin Marín, director do Museo de Humor de Fene (Espanha); Ronaldo, conceituado cartunista brasileiro e Luís Humberto Marcos, director do Museu.

A elevada qualidade dos trabalhos levou o Júri a atribuir ainda 8 Menções Honrosas a artistas de quatro Países: Bélgica (1), Espanha (1), Turquia (3) e Roménia (3). Especial destaque merece também os sete cartuns finalistas, entre os quais um do pintor e jornalista português Agostinho Santos.

Este concurso internacional iniciou-se em 2007, com o tema "desigualdades, discriminação e preconceitos e enquadra-se na linha de trabalho que aquele Museu tem vindo a desenvolver no âmbito da promoção do desenho de humor, cuja expressão mais evidente é o PortoCartoon-World Festival.

Em 2007, o livro editado pelo museu, sobre a primeira edição do Concurso Europeu de Cartoon, ganhou o prémio de MELHOR INFORMAÇÃO do Ano Europeu da Igualdade de Oportunidades para Todos, atribuído pela União Europeia.

Ministro da Presidência e Alta Comissária apreciando os trabalhos premiados

O Alto Representante da ONU para a Aliança das Civilizações Jorge Sampaio com o Director do Museu


Menção Honrosa - Luc Vernimmen "Cul", Bélgica
Hitchhiking in Europe


Menção Honrosa - Cristian Topan, Roménia
s/ título


Menção Honrosa - Pavel Constantin, Roménia
s/ título


  1º PRÉMIO - Musa Gumus "Musa…", Turquia,
EU


2º PRÉMIO - Alessandro Gatto, Itália,
Sublimation


 3º PRÉMIO - Heino Partanen, Finlândia,
Playing together


 Menção Honrosa - David Vela "David", Espanha
s/ título


 Menção Honrosa - Mihai Ignat, Roménia
s/ título


 Menção Honrosa - Ahmet Aykanat, Turquia
Dialog


Menção Honrosa - Oguz Gurel, Turquia
s/ título

Menção Honrosa - Musa Gumus "Musa…", Turquia
Border


^

 
Museu Nacional da Imprensa
Direitos Humanos
no Humor Mundial

Está patente ao público até 15 de Novembro a exposição "PortoCartoon: Direitos Humanos", que pode ser vista, em Lisboa, na sede da Caixa Geral de Depósitos, na Av. João XXI.

A exposição reúne cerca de uma centena de cartoons sobre o tema, nomeadamente os trabalhos premiados no X PortoCartoon e os melhores desenhos seleccionados pelo júri internacional do festival.

Os cartoons patentes correspondem a uma selecção da exposição original, com cerca de 400 obras, que continua a ser apresentada na Galeria Internacional do Cartoon (MNI).

O vencedor do grande prémio foi o cartunista Augusto Cid, cujo desenho "A Chama Olímpica" poderá ser apreciado no local, juntamente com a caricatura de "Dalai Lama" feita pelo também português António Santos (Menção Honrosa), entre os outros galardoados dos seguintes países: Azerbeijão, Bélgica, Brasil, Colômbia, Coreia do Sul, Espanha, França, Inglaterra, México, Polónia e Turquia.
A divulgação do último relatório da Amnistia Internacional reforça a pertinência deste tema tratado por mais de 500 artistas participantes no PortoCartoon de 2008.
Os desenhos expostos pretendem alertar, com humor e sátira, para a contínua violação dos Direitos Humanos, em pleno séc. XXI e no ano em que se assinala o 60º aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

O PortoCartoon é organizado anualmente pelo Museu Nacional da Imprensa com o patrocínio oficial da Caixa Geral de Depósitos (CGD). É considerado pela Federação Internacional de Cartunistas, um dos maiores e melhores festivais de humor do mundo.

O"PortoCartoon" vai estar patente ao público, no átrio principal da Sede da CGD até 15 de Novembro, todos os dias úteis, das 8h. às 20.30h.. A entrada é livre.


 


 


 

 


^

 
Museu Nacional da Imprensa
Stuart chega ao Porto
 

Está patente ao público até 30 de Outubro a exposição "Azulejos de Stuart – colecção Museu Nacional da Imprensa" , que pode ser vista no Palacete Balsemão, no Porto.
Trata-se de uma mostra inédita que apresenta 20 azulejos da colecção que Stuart concebeu e desenhou para a escadaria do jornal "Diário de Lisboa", no princípio dos anos 30.
As peças retratam a Imprensa da época, com o "Ardina" (rapaz que distribuía os jornais) e as tipografias; o dia a dia lisboeta; e a Censura praticada pela ditadura do Estado Novo.
A colecção foi oferecida ao Museu Nacional da Imprensa pela família Ruella Ramos, e a sua singularidade vem reforçar a dimensão de "Capital do Cartoon"  atribuída à cidade do Porto em Junho último, em sintonia com o PortoCartoon-World Festival, prestigiado festival organizado anualmente pelo museu.
Depois da mostra no palacete Balsemão, o conjunto de azulejos ficará patente ao público em permanência, na Galeria Internacional do Cartoon do Museu Nacional da Imprensa.
Para além dos azulejos, a mostra que homenageia um dos grandes nomes da História da Caricatura em Portugal, vai apresentar dezenas de originais de publicações da época e com as quais Stuart colaborou: "ABC", "A Sátira", "Ilustração Portugueza", "Sempre fixe", "O Século", "Os Ridículos", "Revista de Portugal", "Papagaio Real", entre outras.
Expostos vão estar também livros com capas de Stuart, como o "Memórias do Cárcere" de Camilo Castelo Branco, de 1927, e pautas musicais. Para ver haverá ainda desenhos do artista, publicados em varias obras comemorativas do seu centenário.
Stuart Carvalhaes (1887-1961) foi um dos mais talentosos e boémios artistas do humor português. Antes dos 20 anos, começou a colaborar na imprensa e nela deixou o seu nome bem vincado, mais de 50 anos. Em 1949, recebeu o Prémio Domingos Sequeira.
A exposição conta com a colaboração da Câmara Municipal do Porto e pode ser vista até 30 de Outubro no Palacete dos Viscondes de Balsemão (Praça de Carlos Alberto, nº 71) na cidade do Porto. Horário: 2ª a 6ª das 9h às 20h. Entrada grátis.


João Ruella Ramos, arquitecto, explicando as particularidades dos azulejos


Os azulejos na exposição


João Ruella Ramos, arquitecto, explicando as particularidades dos azulejos


^

 
27º Salão Internacional da Caricatura de St-Just-Le-Martel
PortoCartoon apresenta
duas mostras em França

O PortoCartoon-World Festival apresenta-se em França pelo terceiro ano consecutivo, desta vez com duas mostras de caricatura.
O 27º Salão Internacional da Caricatura, do Desenho de Imprensa e do Humor de St-Just-Le-Martel integra no seu programa as exposições "Daumier: o génio da caricatura" e "IX PortoCartoon-World Festival: Globalização".
A primeira evoca a genialidade do francês Honoré Daumier, um dos mais brilhantes desenhadores satíricos de sempre, no bicentenário do seu nascimento, podendo ser vista no espaço mais nobre da cidade de St Just, o Centro Cultural.
A exposição é comissariada pelo director do museu, Luís Humberto Marcos e apresenta cerca de 200 desenhos, em larga maioria pertencentes à colecção de Juan Espino. Estão patentes peças raras, como a litografia a cores de Daumier sobre a guerra civil portuguesa, datada de 1835.
Esta mostra esteve patente na sede do Museu em 2001, aquando da "Porto, Capital da Cultura", tendo depois viajado até Lisboa e Espanha.
O PortoCartoon dedicado à Globalização apresenta meia centena de trabalhos, os melhores da edição de 2007 do certame. A exposição original expõe mais de 400 trabalhos, vindos dos cinco continentes.
O salão de humor francês que já se realiza há mais de 25 anos e reúne todos os anos alguns dos melhores cartunistas de todo o mundo. É visto por dezenas de milhares de visitantes, sempre com grandes exposições temáticas e de autor.
Esta presença em França corresponde a mais uma etapa na internacionalização do PortoCartoon-World Festival, organizado anualmente pelo Museu Nacional da Imprensa. De referir que este certame já conquistou a categoria de "um dos principais do mundo" atribuída pela Federação Internacional de Cartunistas. Ainda neste contexto, a cidade do Porto foi recentemente proclamada "Capital do Cartoon" em dez línguas diferentes, com a inauguração de um monumento desenhado por Siza Vieira, no centro da cidade.
As mostras do MNI estão patentes ao público, no Salão de Caricatura de St-Just-Le-Martel, até 5 de Outubro.


 

 

 

 



 

 
 


^

 
35º Salão Internacional de Humor de Piracicaba
(http://www.salaodehumordepiracicaba.com.br/index.html)
PortoCartoon leva a
"Globalização" ao Brasil

O melhor da "Globalização" do IX PortoCartoon-World Festival está patente ao público no Brasil, no 35º Salão Internacional de Humor de Piracicaba.
Pelo 4º ano consecutivo, o Museu Nacional da Imprensa apresenta em S. Paulo, num dos eventos mais importantes do mundo no universo do humor gráfico, uma mostra do PortoCartoon.
A exposição, composta por meia centena de trabalhos, fez parte da edição de 2007 do certame, tendo a exposição original do IX PortoCartoon (linka para a expo) apresentado mais de 400 trabalhos, dos cinco continentes.
Os visitantes do salão brasileiro podem apreciar como diferentes cartunistas tratam, com humor e sátira, a "Globalização" retratando o seu impacto e implicações à escala mundial. Diversos sectores da sociedade, desde a Economia, à Política, passando pelos costumes e problemas do dia e dia, são abrangidos pelo olhar satírico dos humoristas.
A apresentação desta mostra no Brasil integra-se no protocolo assinado entre o museu da cidade do Porto e a Prefeitura de Piracicaba em 2005, para o desenvolvimento de iniciativas conjuntas na área do desenho de humor.
Para o MNI esta é mais uma iniciativa da "ponte"criada entre Portugal e Brasil no âmbito do cartoon e permite a divulgação do melhor do humor que se faz por todo o mundo.
Esta presença no Brasil insere-se ainda na linha da internacionalização do PortoCartoon. O festival, organizado anualmente pelo Museu Nacional da Imprensa, é considerado pela Federação Internacional de Cartunistas (FECO), um dos três maiores e melhores do mundo.


 

 

 

As suas mostras já estiveram estado patentes nos seguintes países: Argentina, Brasil, Espanha, França e México, em alguns deles mais do que uma vez, prosseguindo a internacionalização do certame.
O Salão de Piracicaba é uma das mais antigas organizações de humor gráfico do mundo e realiza-se ininterruptamente desde 1974.
A exposição do MNI pode ser vista até 12 de Outubro, no Armazém 14 do Engenho Central, nas margens do rio Piracicaba, S. Paulo.


^

  
Museu Nacional da Imprensa
Salão de humor 
Luso-Brasileiro

As relações do Museu Nacional da Imprensa com Piracicaba vão ser intensificadas com a realização de um Salão de Humor Luso-Brasileiro. O futuro salão, de âmbito bienal, abrirá alternadamente em Portugal e no Brasil, podendo ainda fazer itinerância por outros países. 
Esta iniciativa faz parte de uma carta de Intenções assinada, em Junho, na cidade do Porto, no âmbito do Protocolo de Cooperação firmado em 2005 no Brasil, pelo Prefeito de Piracicaba, Barjas Negri, ex-ministro da Saúde do governo de Fernando Henrique Cardoso e pelo director do MNI e do PortoCartoon-World Festival, Luís Humberto Marcos. 

Dando continuidade à excelente colaboração existente entre as duas entidades, o Museu Nacional da Imprensa compromete-se também a colaborar com a Prefeitura de Piracicaba na implementação e acompanhamento técnico-científico de uma Exposição Permanente de Desenho de Humor, nos mesmos moldes da Galeria Internacional do Cartoon, existente na sede do museu português. 


^

 
Museu Nacional da Imprensa
800 desenhos 17 locais
Porto afirma-se como 
"Capital do Cartoon"

O PortoCartoon-World Festival espalha-se por 17 locais públicos da cidade do Porto, numa iniciativa inédita do Museu Nacional da Imprensa. Ao todo são 800 desenhos de humor que, em conjunto, celebram os dez anos daquele que é considerado pela Federação Internacional de Organizações de Cartoon, um dos três principais certames de desenho humorístico do mundo.
Em vários locais emblemáticos da cidade invicta, estão expostos os cartoons premiados ao longo das 10 edições já realizadas e vindos, no seu conjunto, de mais de 100 países. 
Livraria Lello (Rua das Carmelitas), Livraria Leitura (Shopping Cidade do Porto), Confeitarias Celeste (Praça Liberdade e Marquês), Café Via Garrett (Av. dos Aliados), Café Velasquez (Antas), Café Célia (Cedofeita), Café Progresso (Largo Moinho de Vento), Restaurante Chez Lapin (Ribeira) e Edifício Transparente (final do Parque da Cidade) são os locais onde podem ser vistos desenhos feitos por artistas de renome internacional e que alertam para os problemas mais actuais e preocupantes a nível planetário, como a falta de água, o terrorismo, a globalização, o ecoturismo, a violação dos direitos humanos, etc…

Na sede do MNI está patente o X PortoCartoon com 400 cartoons expostos e duas mostras paralelas. No Centro Comercial Dolce Vita Porto pode ser apreciada a exposição antológica do cartunista brasileiro Ronaldo (vencedor do Prémio do Publico do PortoCartoon de 2007). E o Aeroporto do Porto apresenta uma extensão com os desenhos vencedores do X PortoCartoon. Em breve as estações da CP (Campanhã e S. Bento) e do Metro (Trindade e Casa da Música) terão patentes as já habituais extensões da mostra original do X PortoCartoon.

Nas estações da CP (Campanhã e S. Bento) e do Metro (Trindade e Casa da Música) estão patentes extensões da mostra original do X PortoCartoon.


  


Esta distribuição alargada do humor pela cidade confirma a recente proclamação do "Porto Capital do Cartoon"  feita na sequência de uma proposta do MNI à Câmara Municipal do Porto.
Para o Museu Nacional da Imprensa levar o PortoCartoon para fora de portas é fazer chegar ao grande público a "excelência do humor mundial", prosseguindo assim a sua política de descentralização cultural. Todos os anos, o festival é visto por milhares de visitantes na sua sede e nas diferentes cidades por onde passa a exposição.
O MNI está instalado na cidade do Porto, junto à Ponte do Freixo e a cinco minutos da Estação CP/Metro de Campanhã. Pode ser visitado todos os dias, entre as 15h e as 20h. 


^

 
Museu Nacional da Imprensa
X PortoCartoon 
Direitos Humanos

 

O X PortoCartoon-World Festival está patente ao público na Galeria Internacional do Cartoon do Museu Nacional da Imprensa. 
A décima edição é dedicada aos "Direitos Humanos" e na exposição podem ser vistos mais de 400 cartoons vindos de todo o mundo. 
A divulgação do último relatório da Amnistia Internacional reforça a pertinência deste tema tratado por mais de 500 artistas participantes no PortoCartoon de 2008. Distribuídos por 800 m2, entre a Galeria Internacional do Cartoon e a Galeria de Exposições Temporárias, podem ser vistos os quatro trabalhos premiados, as quinze menções honrosas atribuídas e os melhores desenhos concorrentes ao festival. 
Os desenhos patentes no décimo PortoCartoon pretendem através do humor, alertar para a contínua violação dos Direitos Humanos, em pleno séc. XXI e no ano em que se assinala o 60º aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos. 
O renomado cartunista português Augusto Cid foi o
vencedor  do Grande Prémio, tornando-se o primeiro artista português a conquistar o 1º Prémio do festival que está a comemorar dez anos. 
O X PortoCartoon integra ainda uma participação especial da Amnistia Internacional (AI) Portugal, uma exposição sobre Daumier, a mostra "O Humor de Ronaldo", do vencedor do Prémio do Publico do IX PortoCartoon e várias extensões por toda a cidade do Porto. 

Exposição da Amnistia Internacional (AI)

A AI associou-se ao PortoCartoon apresentando, em paralelo com o evento principal, uma exposição e um filme alusivos ao tema do concurso. 
Denominada "A DUDH: 30 Artistas Portugueses" a mostra apresenta ilustrações dos artigos da Declaração Universal dos Direitos Humanos (DUDH) que este ano comemora 60 anos. 
O filme, realizado por Stephen Johnson, reúne 41 desenhadores, músicos e produtores que deram vida aos 30 artigos da DUDH. 
A AI Portugal foi também uma das entidades que integraram o Júri Internacional do Concurso, tendo a sua Presidente, Lucília José Justino, ajudando a escolher os melhores cartoons alusivos aos "Direitos Humanos".

 

Exposição "Daumier: um génio imortal"

A exposição celebra o bicentenário do nascimento do francês Honoré Daumier, um dos mais brilhantes desenhadores satíricos de sempre. Composta por cerca de 30 desenhos, a mostra apresenta algumas peças raras, como as litografias a cores, com destaque para a litografia sobre a guerra civil portuguesa. O desenho, que retrata a disputa da coroa entre D. Miguel e D. Pedro, foi feito em 1833 e é um dos primeiros trabalhos do autor. 
Esta mostra passará a integrar as exposições permanentes do Museu Nacional da Imprensa, reforçando a Galeria Internacional do Cartoon. 

O PortoCartoon é um espaço de excelência do humor mundial, considerado pela Federação Internacional de Organizações de Cartoon, um dos três principais festivais de desenho humorístico do mundo. 
Todos os anos, é visto por milhares de visitantes no Museu Nacional da Imprensa e nas diferentes cidades por onde passa a exposição.
O X PortoCartoon tem o patrocínio exclusivo da
Caixa Geral de Depósitos e pode ser visto até 31 de Dezembro.
 



 Exposição de Ronaldo no Dolce Vita Porto

 Festa da caricatura

Festa da caricatura

Festa da caricatura

Festa da caricatura


Exposição central do PortoCartoon

Sessão inaugural

Da direita para a esquerda: Lucília José Justino, Luís Humberto Marcos, Helena Gil, Álvaro Castelo-Branco, Marlene Pohle e Omir José Lourenço. 

 Augusto Cid (1º prémio) recebe o troféu das mãos da Directora Regional da Cultura. 

  Muhittin Koroglu (2º prémio) recebe o troféu das mãos do Vice-Presidente da Câmara Municipal do Porto.  

Dálcio Machado (3º prémio ex-aequo) recebeu o troféu das mãos da Presidente da Amnistia Internacional Portugal.

  Taeyong Kang (3º prémio ex-aequo) recebeu o troféu das mãos da Presidente da FECO

Em cima: Edu Grosso, kang, Cid, Koroglu, Marlene e Harold Ortiz
Em baixo: Luís Humberto, Ronaldo e Dálcio  

Exposição de Daumier

   Álvaro Castelo-Branco e Luís Humberto apreciam mostra de Daumier

  Exposição da Amnistia Internacional

Pormenor da exposição da Amnistia Internacional


Festa da caricatura


^

  
Museu Nacional da Imprensa
Porto, Capital do Cartoon  
(Video)


 

10 caricaturistas de vários países proclamaram em diversas línguas, a cidade do Porto como "Capital do Cartoon" na sequência de uma proposta feita no âmbito do X PortoCartoon-World Festival à Câmara Municipal do Porto.

A cerimónia de descerramento de um monumento em granito desenhado pelo Arqto Siza Vieira, contou com a presença do vereador da Cultura e de grande figuras do cartoon mundial.

Gonçalo Gonçalves leu uma mensagem do Presidente da autarquia, na qual era salientada a importância do cartoon como "forma de expressão artística, mediática e cultural", considerando os cartunistas "privilegiados intérpretes" da realidade.

O monumento implantado no alto da Av. dos Aliados, inclui o cartoon do turco Musa Gumus, vencedor de um dos Grandes Prémios do festival, sobre a Desertificação e Degradação da Terra. Nesse monumento pode ver-se ainda o esquema do troféu desenhado por Siza Vieira e a inscrição Porto Capital do Cartoon.

A proclamação "Considerando a tradição liberal desta mui nobre sempre leal e invicta cidade, considerando que o humor é ponte de união entre povos e culturas, proclama-se que o Porto fique designada, a partir desta data, Capital do Cartoon", foi lida em 10 línguas diferentes.

Em alemão pela presidente da Federação de Organizações de Cartunistas (FECO), Marlene Pohle; em francês, por George Wolinski; em turco por Muhittin Koroglu; em castelhano pelo colombiano Haroldo Ortis; em galego por Xaquin Marin; em coreano por Taeyong Kang; em esperanto por Edu Grosso; em romeno por Radu Cletiu; em inglês por Ronaldo Cunha Dias e em português pelo cartunista Onofre Varela.

Luís Humberto Marcos, director do PortoCartoon e do Museu Nacional da Imprensa referiu que a proclamação era "um momento especial para o Museu e para o festival", que está a celebrar 10 anos de existência. Afirmou ainda que "o Porto é uma cidade que justifica a designação de Capital do Cartoon", referindo alguns factos explicativos: "tem os dois jornais diários mais antigos da Europa (um deles O Primeiro de Janeiro que este ano comemora 140 anos); teve, em finais do séc. XIX e início do XX, o jornal humorístico mais duradouro, o «Sorvete» que foi publicado durante 24 anos; tem a única galeria internacional de cartoon da península Ibérica; tem o único Museu Virtual do Cartoon; e tem um festival que já comemora uma década."


 Os cartunistas montam um puzzle com o cartoon que integra o monumento

 Da esquerda para a direita: Vereador da Cultura da Câmara Municipal do Porto, Gonçalo Gonçalves e o director do MNI e do PortoCartoon, Luís Humberto Marcos. 

 Grupo dos cartunistas internacionais que leram a proclamação.

Grupo de cartunistas e individualidades brasileiras que vieram a Portugal participar no X PortoCartoon-World Festival


George Wolinski, importante cartunista francês, colaborador de publicações como o jornal satírico Charlie Hebdo ou a revista Paris Match, e habitualmente Presidente do Júri Internacional do PortoCartoon, referiu-se ao PortoCartoon como um evento "único no mundo", afirmando ainda que Portugal é dos poucos países onde existe "uma grande tradição de desenho de humor".

Para Marlene Pohle "o cartoon não serve só como elemento de humor, serve também de arma contra as coisas negativas que os políticos fazem".

O PortoCartoon-World Festival é considerado pela Federação Internacional de Organizações de Cartoon, um dos três principais festivais de desenho humorístico do mundo. As suas mostras já estiveram estado patentes nos seguintes países: Argentina, Brasil, Espanha, França e México, em alguns deles mais do que uma vez, prosseguindo a internacionalização do certame.

Ver Video  


^

 
Museu Nacional da Imprensa
Humor sobre Gutenberg
na ESE de Coimbra

A exposição "Gutenberg no cartoon internacional" do Museu Nacional da Imprensa pode ser vista na Escola Superior de Educação de Coimbra, no âmbito do FUSE - III Encontro de Design Multimédia.
A exposição, constituída por cerca de 30 desenhos, é uma homenagem a Gutenberg e um hino ao Cartoon como linguagem universal.
Os participantes no FUSE podem ver nos cartoons expostos, diferentes técnicas de ilustração e de design, aliadas ao humor e à sátira sempre presentes no cartoon e na caricatura. Os desenhos mostram ainda a importância da "descoberta" da imprensa de caracteres móveis, a evolução da mesma ao longo dos séculos, e a arma poderosa em que se tornou nos nossos dias. 
Alemanha, Argentina, Bélgica, China, Colômbia, Croácia, Espanha, Inglaterra, Irão, Rússia, Roménia e Turquia, são alguns dos países representados nesta mostra.
Esta é mais uma exposição resultante do PortoCartoon-World Festival, um concurso mundial de cartoon organizado anualmente pelo Museu Nacional da Imprensa. É considerado pela FECO (Federation of Cartoonists Organisations), um dos três principais festivais de desenho humorístico do mundo.
Com esta presença em Coimbra, o Museu Nacional da Imprensa, com sede no Porto, prossegue a sua política de descentralização cultural.
A exposição está patente ao público até 13 de Junho, no auditório da Escola Superior de Educação de Coimbra, no seguinte horário: 9h-23h. A entrada é livre.


 

 


^

 
Museu Nacional da Imprensa
"Água com Humor" nos 
200 Anos da Barra de Aveiro

A exposição internacional de cartoon "Água com Humor" está patente ao público, na Casa da Cultura Fernando Távora, integrada nas comemorações dos 200 anos da abertura da Barra de Aveiro. 
Da autoria do Museu Nacional da Imprensa, a mostra é promovida pela Comissão das Comemorações dos 200 Anos da Abertura da Barra de Aveiro; Câmara Municipal de Aveiro/Museu da Cidade.
São mais de 100 os desenhos sobre a "Água" que o público pode apreciar nesta mostra que apresenta os premiados, as menções honrosas e os melhores desenhos humorísticos concorrentes ao V PortoCartoon-World Festival.
O tema da "Água" mobilizou cartunistas dos cinco continentes, podendo ser vistos trabalhos de países tão diferentes como Austrália, Bulgária, Brasil, China, Colômbia, Cuba, Indonésia, Israel, Irão, Peru, Rússia e Ucrânia, para além dos principais países europeus. Desenhos dos artistas portugueses Vasco, Eduardo Esteves e Ferreira dos Santos também integram a exposição.
Os desenhos expostos mostram os hábitos, as carências e insensibilidades humanas perante a crescente escassez de água a nível planetário e ajudam o público a reflectir sobre um problema com que todos nos debatemos e para o qual várias organizações internacionais, designadamente a UNESCO e a ONU, têm chamado a atenção. 
Dada a importância do tema, todos os anos a exposição é requisitada por instituições das mais diversas áreas. Já foi vista por centenas de milhares de pessoas nas diversas cidades por onde passou, incluindo as ilhas do Pico e Graciosa, nos Açores. As cidades espanholas Santiago Compostela e Zamora, também já receberam a "Água com Humor".
Esta é mais uma exposição resultante do PortoCartoon-World Festival, um concurso mundial de cartoon organizado anualmente pelo Museu Nacional da Imprensa. Sempre com temas de impacto planetário como a água, a globalização, o ecoturismo, a desertificação e degradação da terra, entre outros, o PortoCartoon é visto todos os anos por milhares de pessoas, na sede do museu e nas várias cidades onde as suas exposições são montadas. 
A exposição "Água com Humor" pode ser vista no Espaço A, da Casa da Cultura Fernando Távora (Praça da República, Aveiro) até 8 de Junho, no seguinte horário: 3ª a Dom: 14h-19h. A Entrada é livre. 


   1º Prémio
Muhittin Koroglu, Turquia
S/ titulo


  2º Prémio
Grzegorz Szumowsky, Polónia
S/ titulo


    3º Prémio
Yuri Ochakovsky, Israel
S/ titulo


Menção Honrosa
Eduardo Esteves, Portugal 
Titulo "O grande ditador do petróleo"


^

  
Museu Nacional da Imprensa
Augusto Cid vence 
X PortoCartoon

O renomado cartunista português Augusto Cid foi o vencedor do Grande Prémio do X PortoCartoon-World Festival, organizado pelo Museu Nacional da Imprensa, com o patrocínio exclusivo da Caixa Geral de Depósitos.
O segundo prémio foi atribuído a Muhittin Koroglu, da Turquia e o terceiro a dois artistas ex-aequo: Dalcio Machado, do Brasil e Taeyong Kang, da Coreia do Sul.

"A chama Olímpica", título do desenho vencedor, aborda as questões das várias violações dos "Direitos Humanos" da China sobre o Tibete.

Os "Direitos Humanos" foram o tema escolhido para a décima edição e assumem nesta altura uma especial pertinência pelos problemas levantados com a viagem da chama olímpica para a China.

A elevada qualidade dos trabalhos, levou o júri internacional a atribuir ainda 15 Menções Honrosas a artistas de 10 Países.

Especial destaque merece a menção honrosa portuguesa que foi atribuída, pelo segundo ano consecutivo, a uma caricatura da autoria de António Santos.

Os vencedores do festival vão receber um prémio monetário e garrafas de Vinho do Porto (reserva especial) para além do troféu e diploma. 

Esta é a primeira vez ao longo dos dez anos de concurso que se regista uma participação geograficamente tão alargada, 70 países. Um crescimento de 20% em relação a 2007. Por outro lado, tanto em termos de cartunistas como de desenhos foi ultrapassada a participação dos anos anteriores. A organização registou cerca de 2000 desenhos de mais de 500 artistas. O Brasil é o país com mais participantes – mais de 50 cartunistas, com 200 desenhos. Em segundo ficou Portugal, seguido pelo Irão em terceiro.

O júri internacional do X PortoCartoon foi presidido por Marlene Pohle, Presidente da FECO e integrou Xaquin Marin, director do Museo de Humor de Fene (Espanha); Júlio Dolbeth, da Faculdade de Belas Artes do Porto; Lucília José Justino, Presidente da Amnistia Internacional de Portugal; Naoki Seshimo, arquitecto japonês; Nuno Costa Santos, representante das Produções Fictícias; Raquel Almeida, em representação do Ministério da Cultura e Luís Humberto Marcos, director do PortoCartoon e do Museu.

O PortoCartoon-World Festival é considerado pela FECO (Federation of Cartoonists' Organisations), um dos três principais festivais de desenho humorístico do mundo. A FECO é a mais importante organização internacional de cartunistas representando mais de 2000 artistas de 30 países.

Organizado anualmente desde 1998, o PortoCartoon celebra este ano o seu 10º aniversário. Sempre com temas de grande impacto mundial, o festival internacional de cartoon já contabilizou a participação de mais de 4000 artistas dos quatro cantos do mundo, tendo já no seu espólio quase 13500 trabalhos, entre eles alguns dos mais renomados artistas mundiais.

 
 Grande Prémio
Augusto Cid, Portugal
Titulo: A Chama Olímpica 
Tema: "Direitos Humanos

 2º Prémio
Muhittin Koroglu, Turquia
S/ título 
Tema: "Direitos Humanos"

 3º Prémio (ex-aequo)
Dalcio Machado, Brasil
S/ título 
Tema: "Direitos Humanos"

  3º Prémio (ex-aequo)
Taeyong Kang, Coreia do Sul
Título: "Seca"
Tema Livre

Várias centenas de milhares de visitantes já visitaram as nove edições do PortoCartoon realizadas nas instalações do Museu Nacional da Imprensa, e nas diferentes cidades por onde passaram as exposições, incluindo Argentina, Brasil, Espanha e México.
 
Os vencedores do X PortoCartoon receberão os troféus e os prémios durante a cerimónia de abertura da exposição que decorrerá nas instalações do Museu Nacional da Imprensa, em Junho, aquando das Festas do S. João do Porto.

Augusto Cid

Augusto Cid é colaborador do semanário SOL e já foi alvo de uma exposição antológica por parte do Museu, em 2004. Denominada "O Cavaleiro do cartoon" a mostra apresentou cerca de 150 dos seus melhores desenhos. Retratava as turbulências da vida política nacional, ajudando o público a rever alguns dos principais momentos da história portuguesa dos últimos 30 anos.

A mostra foi inaugurada, na sede do Museu Nacional da Imprensa, pelo então Ministro da Presidência Morais Sarmento, tendo depois entrado em itinerância por vários locais do país, desde Freixo de Espada à Cinta até aos Açores (Angra do Heroísmo) e Madeira (Funchal), passando também pela capital.

A exposição foi acompanhada pelo respectivo catálogo, que inclui uma longa entrevista com o percurso pessoal e profissional de Augusto Cid e uma mensagem do antigo Presidente da República, Jorge Sampaio, na qual se mostra admirador do trabalho do cartunista. Este livro pode ser adquirido nas instalações do museu ou na sua loja on-line.


^

   
Museu Nacional da Imprensa
Público do IX PortoCartoon dá 
Prémio ao brasileiro Ronaldo

  
O brasileiro Ronaldo Cunha Dias conquistou o Prémio do Público do IX PortoCartoon-World Festival, organizado pelo Museu Nacional da Imprensa. 

A votação contou com a participação de milhares de pessoas que escolheram, através da Internet e nos vários locais onde esteve patente a exposição de cartoons, o seu desenho favorito, independente da escolha feita pelo júri internacional do concurso, presidido pelo cartunista francês G. Wolinski.

O público escolheu como melhor trabalho a "Dança" de Ronaldo, um desenho finalista do nono PortoCartoon dedicado à "Globalização".

Em resultado do prémio, o autor fará a apresentação de uma exposição individual com 100 dos seus melhores desenhos, durante o X PortoCartoon-World Festival, em Junho. 

Ronaldo Cunha Dias nasceu na cidade brasileira de Vacaria, Rio Grande do Sul, em 1951. É médico cirurgião e dedica-se à caricatura desde 1985. Já publicou 4 livros de cartoons e recebeu dezenas de primeiros prémios em festivais nacionais e internacionais de cartoon. É presença habitual nos mais prestigiados festivais de humor que se realizam por todo o mundo.

Em 2006 decorreu pela primeira vez a votação do "Prémio do Público" tendo vencido o cartoon do belga Ludo Goderis, premiado nesse ano com o 3º prémio. A sua exposição individual foi vista por milhares de pessoas no Porto e em Lisboa. 

A votação decorreu a nível mundial, no Museu Virtual do Cartoon com 35 concorrentes em disputa (premiados, menções honrosas e finalistas) cujos desenhos podiam ser vistos ao pormenor no momento da votação. 

O PortoCartoon tem sido um espaço de excelência do humor mundial e é considerado pela Federação Internacional de Organizações de Cartoon, um dos três principais festivais de desenho humorístico do mundo, quer pela participação de artistas a nível mundial quer pelo valor dos prémios atribuídos.


^

 
Museu Nacional da Imprensa
Melhores Cartoons Prémio Europeu
No Museu Nacional da Imprensa

 
 
Já podem ser adquiridos os melhores cartoons do Concurso Europeu de Cartoon "Desigualdades, Discriminações e Preconceitos" cujo catálogo recebeu em 2007 o Prémio MELHOR INFORMAÇÃO do Ano Europeu da Igualdade de Oportunidades para Todos.
A colecção de postais, composta por 26 desenhos, apresenta os vencedores, as menções honrosas e os finalistas do Concurso promovido pelo Instituto Nacional para a Reabilitação e organizado pelo Museu Nacional da Imprensa.
Os cartoons, que mostram o melhor do humor europeu sobre um tema que diz respeito a todos, foram feitos exclusivamente por autores europeus de países como: Bélgica, Bielorrussia, Bulgária, Espanha, França, Inglaterra, Moldávia, Polónia, Portugal, Roménia, Sérvia, Suécia, Turquia e Ucrânia.
Estes desenhos também podem ser encontrados no livro, premiado com o prémio de MELHOR INFORMAÇÃO do Ano Europeu da Igualdade de Oportunidades para Todos.
Ainda no âmbito do Concurso Europeu de cartoons foi montada, na Estação do Rossio, em Lisboa, a exposição dos melhores trabalhos tendo sido vista por vários milhares de pessoas.
Os postais podem ser adquiridos, em conjunto ou individualmente, nas instalações do Museu Nacional da Imprensa, no Porto, na sua loja on-line e em livrarias e locais habituais de venda de postais.


 


^